Corrupção: R$ 1 bilhão destinado ao combate à Covid-19 foi desviado

Sessão da Câmara admissibilidade processo contra o Temer, dinheiro, pixuleco - Foto: Sérgio Lima/PODER 360

Casos de corrupção envolvem desvios e superfaturamento nas compras de itens que vão de máscaras descartáveis a respiradores, além da montagem de hospitais de campanha.

Enquanto os casos de Covid-19 crescem no Brasil, crescem também as investigações por corrupção dentro de órgãos do poder público envolvendo medidas de combate à doença.

Até o momento, já estão sendo investigados governos de sete estados por desvios de verbas e superfaturamento nas compras de itens que vão de máscaras a respiradores, e também na montagem de hospitais de campanha. O montante desviado ou superfaturado já é de cerca de R$ 1,07 bilhão.

A informação foi divulgada com exclusividade pela BBC News Brasil, com base em informações da Controladoria-Geral da União (CGU) e do Ministério Público Federal (MPF). 

clique na imagem e saiba mais

Desde o fim de abril, ocorreram pelo menos 18 operações investigando tais fraudes. Isso significa que está ocorrendo uma investigação a cada 3 dias no país.

As ações já atingiram Amapá, Distrito Federal, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia e Santa Catarina. Ao todo, foram 230 mandados de busca e apreensão, sendo que 32 suspeitos já foram detidos. 

O primeiro caso de irregularidade registrado aconteceu em Aroeiras (PB), parte da região metropolitana de Campina Grande, em 23 de abril. Esta operação em específico cumpriu 3 mandados de busca e apreensão em Aroeiras e em Patos (PB), e apurou um prejuízo de R$ 48,3 mil na impressão de cartilhas com orientações de saúde à população.

As investigações de corrupção envolvendo a Covid-19 foram apelidadas de “Covidão”. O termo foi inspirado nos casos ocorridos nos governos do PT, como o Mensalão e o Petrolão. Parte das denúncias chegaram pela plataforma Fala.br, uma ferramenta do governo.

Fonte: BBC News Brasil