Deficiente que faz entregas de bicicleta viraliza na web e ganha ajuda para comprar carro

Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp

Alagoano de 19 anos perdeu a perna esquerda aos 5, após um câncer. Ele entrega refeições em Maceió, e diz que sonha em comprar carro automático para trabalhar.

Um jovem alagoano de 19 anos viralizou na web ao ser fotografado trabalhando. O que chamou a atenção dos internautas é que ele é deficiente físico, não tem a perna esquerda, mas faz entrega de refeições pelas ruas de Maceió de bicicleta. Após o post viral, uma ‘vakinha virtual’ foi feita para ajudá-lo a comprar um carro e o objetivo foi alcançado em menos de 24 horas.

Carlos André dos Santos Lopes perdeu a perna esquerda aos 5 anos, por causa de um câncer maligno. Hoje ele trabalha como entregador e também é jogador de basquete em cadeira de rodas.

A postagem original foi feita pelo internauta Luis Fellipe Amorim, ao ver o entregador no prédio em que ele mora. Até aquele momento eles não se conheciam, mas a situação deu início a uma nova amizade.

Fellipe Amorim disse que a foto foi feita quando o entregador estava na recepção do prédio, esperando uma cliente para fazer a entrega.

A vaquinha virtual foi feita por um outro internauta, que conseguiu localizar o entregador por meio das redes sociais e descobriu que o jovem gostaria de ter um carro para trabalhar como motorista de passageiros por aplicativo.

“A gente já bateu os R$ 30 mil em 18 horas. A vaquinha vai ficar no ar até 13 de maio. Eu pretendo comprar o carro e, se sobrar algum dinheiro, vou tentar dar entrada em uma casa”, disse o entregador.

Sobre o tipo de veículo, Carlos André contou que deve comprar um carro com câmbio automático, porque não precisaria da embreagem. Até lá, ele deve continuar fazendo entregas de bicicleta mesmo.

“Desde criança que eu gosto de andar de bicicleta, me acostumei a pedalar sem fazer adaptações, só com a força da perna direita mesmo”, explicou.

“Ele me agradeceu muito. Tiramos uma foto e ele me disse que estava no segundo dia de trabalho quando tirei a foto. Poder ajudá-lo a mudar de vida dessa forma é uma sensação muito boa, muito prazerosa”, afirmou Fellipe Amorim.