Desempregado viaja 45 km para vender doces e realizar sonho

Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp


Vendedor apaixonado pelo mercado financeiro costuma arrecadar entre R$ 40 e R$ 80 em Itapetininga (SP); objetivo é conseguir mais de R$ 2,3 mil para pagar pelo curso.

Por Nicole Annunciato*, G1 Itapetininga e Região

Com força de vontade e determinação, um morador de Angatuba (SP) viaja para Itapetininga (SP) todos os dias para vender doces nas ruas da cidade vizinha e arrecadar dinheiro para realizar o sonho de estudar economia.

Márcio Aparecido dos Santos, de 32 anos, afirma que decidiu vender doces no semáforo porque está desempregado mesmo depois de enviar currículos a diferentes empresas.

“Como estou desempregado e não tenho dinheiro, esta foi a única forma que encontrei para fazer o curso, que só existe em Santa Catarina, e vai me preparar para a faculdade de economia”, explica.

O vendedor apaixonado pelo mercado financeiro costuma arrecadar entre R$ 40 e R$ 80, mas o objetivo é conseguir mais de R$ 2,3 mil para pagar pelo curso.

Segundo Márcio, ele viaja diariamente para vender os doces porque em Itapetininga ele consegue arrecadar mais dinheiro. No entanto, ele afirma que a maior dificuldade é enfrentar a distância para trabalhar.

“São duas horas para ir de manhã e duas para voltar a tarde. Muitas vezes saio para trabalhar, chove, e não tenho ganhos, apenas despesas com passagem. Também não tenho almoço, pois tenho que economizar no máximo”, explica.

“Mesmo com as dificuldades, eu não poderia deixar passar a oportunidade. Nunca vai ser fácil realizar um sonho, mas dou graças a Deus por conseguir vender os doces”, afirma.

“Sei que é apenas uma fase e lá na frente vou colher bons frutos. A cada pessoa que passa e me incentiva, que me ajuda comprando, só tenho a agradecer”, conclui.

*Sob supervisão de Heloísa Casonato.

VEJA MAIS NOTÍCIAS