Desmatamento na Amazônia atinge 920 km² em junho de 2019

FILE - This Sept. 15, 2009 file photo shows a deforested area near Novo Progresso in Brazil's northern state of Para. Brazil's government says destruction of its Amazon rainforest has jumped by 28 percent. The sharp jump in deforestation came in the August 2012 through July 2013 period, the time when Brazil measures the annual destruction of the forest. (AP Photo/Andre Penner, File)
Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp


O número representa um aumento de 88% em comparação com o mesmo mês do ano passado.

Durante o mês de junho, foram destruídos 920,2 km² de floresta na Amazônia. O número representa um aumento de 88% em comparação com o mesmo mês do ano passado. Os dados são do Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter), serviço de alerta sobre o desmatamento e a degradação florestal na Amazônia Legal.

De acordo com o balanço, junho de 2019 foi o pior mês em termos de desmatamento desde que o sistema de monitoramento de alertas foi criado, em 2015. Nos últimos três meses, houve o desmatamento de 1.907,1 km2. Em 2018, foram registrados 1.528,2 km2 no mesmo período, ou seja, houve um crescimento de 24,8%.

Os dados do Deter são usados para abastecer o sistema TerraBrasilis, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), no qual é possível ver detalhes como os estados e os municípios com mais desmatamento.

Da Amazônia Legal, os estados com mais desmatamento foram o Pará (13.9k km²), Mato Grosso (8.1k km²), Rondônia (6.3k km²), Acre (1.8k km²), Maranhão (1.5k km²), Roraima (914.5 km²) e Tocantins (278.1 km²).

Fonte: G1

Siga Beto Ribeiro Repórter e FATOS POLICIAIS no facebook, e fique por dentro de todas as novidades!