O pãozinho tá mais caro. E não é só ele. Massas e biscoitos feitos à base de farinha de trigo, além da própria farinha, também estão custando mais.

De acordo com estimativas de entidades que representam o setor, os produtos à base de trigo tiveram reajuste de até 10% nos últimos dois meses.

Dois principais fatores explicam a alta: a desvalorização do real e a cotação internacional do trigo, que é um dos poucos grãos que o país precisa importar, já que o consumo interno é maior do que a produção.

Segundo a Conab, a Companhia Nacional de Abastecimento, o Brasil deve fechar a safra atual com produção de 5 milhões e 200 mil toneladas de trigo e importação de mais de 6 milhões de toneladas.

Como o preço internacional do produto é calculado em dólar, e o real enfrenta desvalorização erante a moeda americana, os custos de compra do trigo crescem e isso acaba sendo repassado no valor final dos produtos que têm o grão como matéria-prima.


Aviso: Os comentários só podem ser feitos via Facebook e são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, sendo passível de retirada, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here