Detentas de Rio Claro, SP, produzem perucas para pacientes com câncer

Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp

Quatro reeducandas do Centro de Ressocialização (CR) participam de oficina de costura durante a noite para ajudar quem precisa

As grades que separam as detentas de Rio Claro (SP) da sociedade não impedem que a solidariedade ultrapassem as barreiras. Quatro reeducandas do Centro de Ressocialização (CR) confeccionam perucas para pacientes com câncer e aos portadores de alopecia, doença que provoca a queda excessiva dos cabelos. ‘É gratificante’, diz uma das voluntárias do projeto.

A oficina de costura ocorre desde agosto, às terças e quintas-feiras à noite, por meio de uma parceria com a ONG Mais Vida, que disponibiliza todo o material de costura. Três máquinas industriais foram doadas pela prefeitura.

Durante duas horas, as detentas produzem cerca de 20 mechas de cabelos. O processo é finalizado pela ONG, que deixa as perucas prontas para serem usadas. Por fim, o material é doado à Rede Rio Clarense de Combate ao Câncer e ao Grupo de Apoio à Crianças com Câncer (GAAC). Fora do CR, a ONG Mais Vida também

Origem da oficina

A ONG Mais Vida batizou a oficina de Lara Sales da Costa. O bebê nasceu com problemas de saúde e precisou passar por um transplante de medula óssea, doada pelo próprio pai. A recém-nascida lutou pela vida até 1 ano e 9 meses, quando tudo parecia ir bem, a criança teve uma infecção e morreu. Hoje a mãe de Lara participa do grupo como forma de homenagear a filha e ajudar as pessoas que precisam.

+ CLIQUE AQUI E VEJA OUTRAS NOTÍCIAS