Diagnosticado com morte cerebral, homem volta à vida e surpreende família

Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp


“Foi um milagre”.

Um dos diagnósticos mais temerosos na área médica é o de morte cerebral, ou seja, quando já não há mais atividade alguma no cérebro de pessoas que geralmente sofreram traumatismos ou, como no caso do americano Scott Marr, um acidente vascular cerebral (AVC).

Um dia após completar 61 anos, em 12 de dezembro passado, um dos filhos de Marr o encontrou inconsciente sobre a cama. O resgate veio e o levou para a unidade de emergência do Hospital Metodista local.

“Os médicos disseram que os exames parecem mostrar sinais de um derrame grave. [Marr] teve um inchaço cerebral significativo”, disse Preston Marr, filha de Scott. A equipe médica viu que se tratava de um caso inoperável e que por isso só restava aguardar para ver se Marr se recuperaria ou não.

“Não havia nada que pudéssemos consertar ou fazer cirurgicamente naquela noite”, disse o neurocirurgião Dr. John Treves, responsável pelo acompanhamento clínico de Marr.

Sem sinais de recuperação, o diagnóstico de morte cerebral foi inevitável. Apenas os aparelhos mantiveram o corpo de Marr em funcionamento, foi quando a família tomou a difícil decisão de autorizar o desligamento das máquinas e a doação dos órgãos do pai.

“Nenhum de nós queria que ele ficasse naquela cama de hospital por mais tempo do que o necessário”, explicou Preston, sem imaginar que o pai daria sinais de consciência poucas horas depois.

“Foi um milagre”

Scott Marr apresentou sinais de consciência, surpreendendo a todos. Ele disse que acordou e viu sua família ao redor da cama, chorando. “Eu literalmente pensei que estava sonhando”, disse a filha ao lembrar do momento. “Foi o momento mais louco de todos”.

Marr voltou à vida, mas ainda precisa se recuperar plenamente, pois tem dificuldade para falar e se locomover, por isso iniciou um tratamento com fisioterapia e fonoaudiologia. Ele acredita que seu retorno foi obra de Deus.

“Acredito em Deus. Eu acredito com todo meu coração. E agora isso é apenas uma prova para mim de que tudo que eu já ouvi é verdade. Que ele me ama. Que ele está bem aqui comigo. [Minha volta] foi um milagre”, disse ele, segundo informações do Miami Herald.