Dinheiro sujo guardado no exterior atingiu R$ 825 milhões em 2017

O montante tem origem em ações de corrupção e lavagem de dinheiro

Brasil teve, no ano passado, US$ 250 milhões, o equivalente a R$ 825 milhões, bloqueados em contas no exterior.

O montante tem origem em ações de corrupção e lavagem de dinheiro. É 85% maior do que a média registrada entre os anos de 2012 e 2016, de U$ 135 milhões.

Segundo a Secretaria Nacional de Justiça, foram gerados 5 MIL 700 pedidos de repatriação de valores enviados para fora do país de forma ilícita.

Os casos mais destacados foram gerados pela operação Lava Jato e pelo Banco Santos, que permitiram a recuperação de R$ 125 milhões.

Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT