Diretora de Escola Municipal humilha estudante de 14 anos na sala de aula e chama vítima de ladra por conta de uma banana; o caso é investigado pela Polícia Civil

PUBLICIDADE

Em depoimento aos policiais, a genitora da vítima contou que ligou para o funcionário da prefeitura, que confirmou que teria dado a banana para a jovem, que ela não teria pegado nada. 

A Polícia Civil a denúncia de calúnia e difamação contra uma adolescente de 14 anos, que foi acusada pela Diretora injustamente de roubar uma banana em uma Escola Municipal na cidade de Guatapará, no interior de São Paulo. As acusações ocorreram na sala de aula na frente de diversos alunos. 

Segundo apurado, no dia 23 do mês passado, a aluna e alguns amigos da escola teriam ganhado uma banana de um funcionário da Prefeitura, enquanto fazia a entrega na escola. Após o fato, a jovem foi para sala de aula – quando a diretora do local adentrou a sala, gritando em alto bom som – “que ela era uma ladra que teria roubado uma banana, disse ainda você esta passando fome na sua casa”. Após o fato, envergonhada a vítima foi embora e contou todo o ocorrido para sua genitora. 

PUBLICIDADE

Consta no B.O (boletim de ocorrência) da Polícia Civil, que no outro dia 24/5, a genitora da vítima foi até a escola para conversar com a diretora, que repetiu todas as palavras ditas para aluna no dia anterior. Em depoimento aos policiais, a genitora da vítima contou que ligou para o funcionário da prefeitura, que confirmou que teria dado a banana para a jovem, que ela não teria pegado nada. 

Art. 232 do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente). Prevê que submeter criança ou adolescente sob sua autoridade, guarda ou vigilância a vexame, ou a constrangimento, a pena de detenção é de seis meses há dois anos de prisão. O caso foi registrado na Delegacia de Guatapará.

PUBLICIDADE
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP