Disparo acidental mata investigador de polícia aposentado Wagner Agnolon

Ele estaria descendo a escada de sua casa, em formato de caracol, levando um kit de limpeza, e teria se desequilibrado.

Um disparo acidental matou na noite desta terça-feira (28) o policial civil aposentado Wagner Agnolon. Ele tinha 54 anos e foi atingido no peito dentro de casa.

Wagner era bastante conhecido na região, tendo trabalhado em diversas unidades policiais. Foi policial militar e se tornou investigador, atuando por bastante tempo em Campo Limpo Paulista e Jarinu, sob a supervisão do delegado Carlos Alberto de Braga Fiuza, hoje na capital paulista.

De acordo com informações preliminares, o policial, que havia se aposentado recentemente, se preparava para limpar a arma, quando ela disparou. Ele estaria descendo a escada, em formato de caracol, levando um kit de limpeza, e teria se desequilibrado.

clique na imagem e saiba mais

Ainda segundo o apurado, a arma (uma pistola) estava sem carregador, mas com uma munição na agulha. Wagner, cuja morte foi lamentada por inúmeros conhecidos, também era pai de um policial militar que atua em Jundiaí.