Eletricista que venceu a Covid há 7 meses ainda se recupera: ‘cada dia um progresso’

Ainda afastado do trabalho, Robert Chaves fala sobre as sequelas e como começou a ver a vida de forma diferente: ‘dar valor em cada coisa no dia’. 

Sete meses após receber alta hospitalar, o eletricista Robert Chaves, de 30 anos, ainda segue na luta contra as sequelas da doença em São Carlos (SP). Ele ficou 17 dias intubado e, seu maior medo, era não resistir e não poder conhecer sua filha. “Ainda tenho algumas dificuldades, tem dias que eu estou mais fraco, mas está melhorando. Estava pior, agora já está melhor e assim vai. Cada dia é um progresso”, disse Chaves, que permanece afastado do trabalho e espera o nascimento da segunda filha em novembro.

Sequelas

Dezessete dias após a intubação, o eletricista recebeu alta da Santa Casa de Misericórdia e, desde então, trava uma batalha contra as sequelas da doença que dizimou milhares de famílias. “Ainda estou afastado do trabalho, estou fazendo acompanhamento, fisioterapia, todo tratamento. Ainda tenho sequela na parte neurológica, respiratória, para caminhar. Aí estou focado na recuperação”, disse.

Para Chaves, cada dia é um dia e a recuperação é vista como ‘dar um passo de cada vez’. “Hoje eu já estou bem melhor do que quando eu saí. Saí de lá de cadeiras de rodas, não conseguia mexer nada, nem o braço. Aí hoje já consigo caminhar, quase ter uma vida normal, mas ainda com limitações”, disse.

Valor nas coisas simples

Além de Chaves, sua mãe também recebeu alta hospitalar e segue na recuperação da doença. Para ele, ter passado por isso, o fez a valorizar mais os detalhes da vida. “A gente começa a enxergar tudo diferente, começa a dar valor em cada coisa. Até um copo d’água que a gente vê como uma coisa simples faz falta e a gente acaba percebendo que não dá muito valor. Mas agora a gente pensa totalmente diferente”, revelou.

Com o coração cheio de gratidão, Chaves aproveitou a conversa para agradecer, novamente, os profissionais da saúde que cuidaram dele durante sua internação. “Sou eternamente grato a eles e a Deus por uma nova oportunidade na minha vida. E por ter o privilégio de conhecer a minha filha, que foi o que mais pedi na hora. É um sonho realizado”, finalizou.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT