Em áudio, vítima de feminicídio é ameaçada pelo ex antes do crime em Piracicaba, SP

Carolina Dini Jorge, de 41 anos, morreu após ser esfaqueada quando chegava para buscar a filha na escola. 

Um áudio divulgado nesta quarta-feira (30) mostra uma ameaça de Anderson dos Santos Andrade, de 39 anos, à ex-mulher Carolina Dini Jorge, de 41 anos, morta a facadas na última quinta-feira (24), em Piracicaba (SP). Ouça abaixo.

Ele foi preso pelo crime também nesta quarta-feira, no Rio de Janeiro, e chegou à noite no plantão policial da cidade onde ocorreu feminicídio, onde deve prestar depoimento e iniciar o cumprimento da prisão temporária.

“Infelizmente, a gente vai deixar duas crianças vivendo sozinhas no mundo. Não vai ter dia, não vai ter hora, não vou avisar quando. Apenas vai acontecer. Você tomou essa decisão”, diz Anderson no áudio, revelado pela advogada da vítima.

Carolina chega a perguntar se ele está fazendo uma ameaça, mas ele nega. Anderson foi localizado em uma operação conjunta entre as Polícias Civis de São Paulo (SP) e da capital fluminense.

O crime aconteceu no dia 24 de março, quando Carolina foi esfaqueada ao sair do carro dela no bairro São Dimas. Ela tinha ido buscar a filha em uma escola e foi cercada pelo criminoso. A polícia informou ainda nesta quarta-feira que a vítima levou mais de 20 facadas.

Segundo a Polícia Civil do Rio de Janeiro, Andrade estava escondido em uma das comunidades que compõem o Complexo da Penha e foi localizado em Vaz Lobo quando tentava obter um documento falso.

As investigações apontaram que, antes de fugir para o Rio de Janeiro, o assassino sacou uma grande quantidade de dinheiro para se manter escondido durante um bom tempo.

Também conforme a polícia, ele foi preso quando tentava emitir um documento falso. Andrade estava foragido desde o dia do crime e, na sexta-feira (25), a Justiça concedeu a prisão temporária dele por 30 dias.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP