Em expansão, Centro de Inovação reúne dirigentes e diretores da rede estadual de ensino em SP

No encontro foram debatidos temas ligados à gestão, obras, licitação e acompanhamento, aquisição de materiais, acolhimento, entre outros.

Com a meta de construir 16 novos centros neste ano, o Centro de Inovação da Educação Básica Paulista (CIEBP) reuniu na última quinta-feira (1º) servidores da rede pública estadual de ensino para debater o processo de expansão.

Participaram do encontro, na sede do Centro, localizada na Escola Estadual Zuleika de Barros Martins Ferreira, no bairro da Pompéia, representantes das Diretorias de Ensino da Capital, Andradina, Carapicuíba, Itapecerica da Serra, Sorocaba, Araraquara, Catanduva, Ribeirão Preto, São José dos Campos, Miracatu, Jundiaí, Capela do Alto e Guarulhos.

Foram debatidos temas relacionados a gestão, obras, licitação e acompanhamento, aquisição de materiais, acolhimento, entre outros. Para a coordenadora do CIEBP, Débora Garofalo, a ocasião foi importante para definir os próximos passos e destacar a importância do trabalho que vem sendo realizado pelo CIEBP.

“Pudemos detalhar o trabalho para dirigentes e diretores parceiros, principalmente em três frentes: valorização e reconhecimento das boas práticas; o hub de inovação, com aproximação das startups; e as mentorias de professores e gestores, além do impacto ao processo de ensino e aprendizagem”, analisou.

As novas unidades a serem construídas poderão funcionar em escolas da rede ou através de convênio com outros órgãos, em espaços cedidos à Secretaria de Estado da Educação (Seduc-SP), com vinculação às unidades escolares. A gestão pedagógica, por sua vez, ficará a cargo da coordenação do projeto, enquanto a gestão administrativa será desenvolvida em parceria entre a gestão do projeto e a unidade escolar.

“É um grande avanço no sentido de poder potencializar e democratizar o acesso à tecnologia e inovação, frente a todos os projetos e programas que a Seduc (Secretaria de Estado da Educação) vem realizando no âmbito da inovação”, complementou Garofalo.

Cada CIEBP contará com um professor coordenador e equipe de 24 docentes, cujas especificações de designação, atribuição e responsabilidades serão definidas em resolução.

Inovação curricular, transformação cultural e frente experimental

Desde a inauguração, ocorrida em novembro de 2020, o CIEBP, por meio de trilhas formativas e demais ações, promove o protagonismo juvenil, melhora da aprendizagem e a ressignificação dos espaços.

A oferta de conteúdos variados ocorre via Ensino Híbrido, com transmissões de aulas e atividades no Centro de Mídias São Paulo (CMSP), em todos os canais dos Anos Finais do ensino fundamental e ensino médio, com mais de 300 mil espectadores; na programação do Mão na Massa no CIEBP, às segundas e terças-feiras, a partir das 13h; e na Trilha de Educação Antirracista, na última segunda-feira de cada mês, às 13h.

Em oito meses, o CIEBP já atendeu mais de 10 mil estudantes, professores e gestores.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT