Em nota oficial, Gaviões da Fiel nega que terá “Bolsonaro gay” em desfile

Em nota divulgada nesta 3ª feira, escola disse que a informação não é verdadeira e que tenta “imputar desinformação”.

A escola de samba Gaviões da Fiel, de São Paulo, divulgou nota no início da noite desta 3ª feira (19.abr.2022) para negar a informação de que terá uma sátira gay do presidente Jair Bolsonaro (PL) em seu desfile no próximo sábado (23.abr) no Anhembi.

“Em resposta a matéria veiculada hoje (19/04), por alguns órgãos de imprensa e em especial a Folha de S. Paulo, o Grêmio Gaviões da Fiel esclarece que as informações não são verdadeiras, tratando-se de “fake news”, com objetivo de imputar a agremiação suposta desinformação a respeito sobre sua atividade.”, diz a nota da escola.

“Destacamos que o enredo da Gaviões da Fiel traz uma mensagem cultural, não tratando de questões políticas ou de apoio partidário em geral. Os nossos valores estarão bem representados na pista, quais sejam: DEMOCRACIA, IGUALDADE, SUSTENTABILIDADE e PAZ. Nascemos para combater e fiscalizar a política do Sport Club Corinthians Paulista e esse sempre será o nosso lema. “BASTA! Carnaval 2022″, conclui o texto.

Leia também:

Diversos veículos de comunicação

Mais cedo, a informação foi veiculada por diversos veículos de comunicação e citava a participação do cabeleireiro Neandro Ferreira no papel do presidente. Ele usaria uma faixa presidencial e uma placa com os dizeres “Fora Bolsonaro”. Estaria acompanhado de uma bailarina representando a primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

O samba-enredo da escola é intitulado como “Basta” e vai falar de machismo, homofobia e desigualdade social. A canção é assinada por Grandão, Sukata, Jairo Roizen, Morganti, Guinê, Xérem, Claudio Gladiador, Ribeirinho, Claudinho, Meiners, Luciano Costa, Felipe Yaw, Marcelo Adnet, Fadico, Júnior Fionda, Lequinho, Fábio Palácio (Mentirinha), Leonel Querino, Altemir Magrão, Marcelo Valente, Sandro Lima e Rodrigo Dias.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP