Em vídeo, Malafaia rasga bandeira do comunismo: “Lixo”

PUBLICIDADE

Pastor reagiu porque juíza do RS vai considerar bandeira do Brasil propaganda eleitoral.

A juíza Ana Lúcia Todeschini Martinez, titular do cartório eleitoral de Santo Antônio das Missões e Garruchos, no Rio Grande do Sul, informou que vai considerar a bandeira do Brasil uma propaganda eleitoral a partir do início oficial da campanha, no próximo dia 16 de agosto. Sem citar o nome de Bolsonaro, a magistrada alegou que o símbolo nacional tornou-se claramente a marca de apenas “um lado da política”.

Nesta sexta-feira (15), o pastor Silas Malafaia publicou um vídeo no qual critica a magistrada. “Inacreditável. Absurdo dos absurdos! (…) Ou ela quer aparecer, ou não tem nada que fazer ou é petista ou esquerdopata. Nos Estados Unidos, onde o povo é nacionalista, tanto a direita usa a bandeira americana quanto a esquerda. Porque a esquerda americana não é influenciada pela esquerda comunista. Agora, aqui no Brasil, em parte da Europa e da América Latina, a esquerda é influenciada pela esquerda comunista”, declarou.

PUBLICIDADE

Ele também se manifestou contra o Partido dos Trabalhadores (PT) e o ex-presidente Lula, e rasgou a bandeira do comunismo. “Por isso, que eles usam vermelho. Bolsonaro trouxe de volta ao brasileiro o nacionalismo que o PT apagou. Então, as manifestações, motociatas, [enfim], onde Bolsonaro vai, de maneira espontânea, o povo leva a bandeira do Brasil. Agora, onde Lula vai, onde tá o PT, é vermelho. Não adianta, agora na campanha, o Lula tentar mudar porque vai ser cinismo pra enganar mais uma vez o povo. Eles usam vermelho porque pra eles a ideologia está acima da nação. (…) Vermelho representa a bandeira comunista. Olha aqui: tá aqui a foice, o martelo. Com essa porcaria aqui, a gente faz isso aqui: rasga e joga no lixo”, falou.

PUBLICIDADE
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP