Entenda como a conta de energia impacta no valor da cesta básica

PUBLICIDADE

Repasses geram aumento de 23% e os maiores vilões são os produtos do café da manhã.

Você sabia que o custo da energia está incluso no valor dos alimentos? Um estudo realizado pela Associação dos Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace), mostrando que cerca de 20% do valor da cesta básica é composto por um repasse de gastos, inclusive de gás. 

Mesmo economizando energia em casa, o brasileiro paga a conta em todos os produtos que consome, assim como o gás. Na cesta básica, o repasse nos custos de energia chega a 23,1% e entre os produtos com a maior taxa, estão o pão, a manteiga e o leite.

Pedro Pedrosa, presidente da Abrace, organização responsável pelo estudo, comenta que os alimentos não estão sozinhos na cobrança: ”Isso está, por exemplo, no caderno que uma mãe compra para o filho levar para a escola, 36% do custo dele é energia”.

PUBLICIDADE

De 2019 até hoje, o preço da energia elétrica teve um aumento de 276,7%, enquanto o do botijão de gás, 260,7%, refletindo no valor dos produtos de maneira quase silenciosa, mas sentida pelo bolso dos brasileiros na hora de ir ao mercado.

Na casa da dona Luiza, a economia de energia é palavra de ordem. Ela, que já havia percebido o aumento nos preços, criou estratégias para continuar economizando também na hora de fazer compras: ”Eu ando muito para pesquisar preço, de repente a manteiga, você vai lá em um lugar e compra três abaixo preço”, comenta a cozinheira. ”A gente gasta a sola do sapato”, completa.

O economista Denis Medina comenta ainda que as famílias de menor renda acabam sofrendo mais com os repasses: ”Elas acabam consumindo produtos mais básicos, mais simples e a energia elétrica está presente em todos eles”. Em contrapartida, as famílias mais ricas são menos afetadas, com 3,5%

PUBLICIDADE
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP