Escola Superior da Cetesb ministra primeiro curso a distância sobre logística reversa

Alunos inscritos são de vários estados e de municípios paulistas; conteúdo incluiu implicações deste momento de pandemia.

O primeiro curso da Escola Superior da Cetesb (ESC), no modo educação a distância (EaD) e também, de forma inédita, com foco exclusivo no tema de logística reversa, foi realizado nesta segunda-feira (10), com transmissão pela plataforma Zoom.

A diretora-presidente da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), Patrícia Iglecias, deu as boas-vindas aos alunos e explicou rapidamente sobre o tema, ao ressaltar a importância e enfatizar o valor da troca de experiências, em razão do grande número de interessados inscritos, de diversas cidades e instituições do Brasil.

clique na imagem e saiba mais

O primeiro curso, ministrado por Lia Helena Demange, gerente da Divisão de Logística Reversa e Gestão de Resíduos Sólidos da Cetesb, teve também a participação de João Potenza, assistente-executivo da Presidência, e de três funcionárias da Divisão de Logística Reversa: Raíssa Pereira, Camila Bittencourt e Regiane Yogui.

Conteúdo

Gestores públicos, funcionários da Companhia, profissionais autônomos e empregados de empresas de consultoria estavam entre os inscritos. Entre os gestores públicos, havia técnicos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Ceará, da Prefeitura de Bertioga, da Câmara de Vereadores de São Paulo e da Prefeitura do Campus USP, da capital, entre outros.

Participaram, também, profissionais de Minas Gerais, do Distrito Federal e de Alagoas. Lia Demange, especialista do assunto, forneceu um panorama do tema, elucidando sobre os princípios e os objetivos da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), as prioridades de gerenciamento, os instrumentos relevantes e a responsabilidade compartilhada.

Especificamente sobre a logística reversa, ela falou a respeito de conceitos, marcos normativos, benefícios, critérios, acordos setoriais, termos de compromisso, resultados atualizados e até sobre as implicações neste momento de pandemia de COVID-19.