Estado de São Paulo bate recorde de internações e governo anunciará novas restrições na próxima quarta-feira (23)

O estado registrou 6.410 pacientes em UTIs especializadas no tratamento da Covid-19, o maior número desde o início da pandemia.

Durante coletiva de imprensa segunda-feira (22), o Centro de Contingência da Covid-19 de São Paulo anunciou que novas medidas de restrição serão aplicadas no estado na próxima quarta-feira (24). Segundo João Gabbardo, coordenador executivo do Centro, as medidas já passam a valer ao final desta semana.

O que leva o governo tomar novas medidas de restrição é o número de internações. O estado registrou 6.410 pacientes em UTIs especializadas no tratamento da Covid-19, o maior número desde o início da pandemia.

Sobre as medidas que serão anunciadas na próxima quarta, Gabbardo antecipou algumas informações. “São recomendações que vão tratar da redução de mobilidade, que é o que a gente pode fazer para reduzir a transmissibilidade. Independente da variante, a forma de reduzir é a mesma”.

clique na imagem e saiba mais

O chefe do Centro ainda complementou que as novas restrições serão adicionais aquelas que já estão previstas pelo Plano São Paulo. Outro fator que preocupado Gabbardo é o tempo de internações. Segundo o levantamento de pacientes em UTIs, não há grandes elevações de pessoas que dão entrada nos hospitais, mas esses pacientes demoram mais para ter alta.

“Os pacientes estão internando numa condição mais grave, e que exige um tempo maior de utilização dos equipamentos. Essa é a grande preocupação”, explicou Gabbardo.

Assista ao trecho da coletiva sobre o aumento das internações e anúncio das novas medidas de restrição

ÁGIL DPVAT