Estado de SP fecha semana com mais de 7 milhões de doses da vacina do Butantan entregues

Total de doses distribuídas ao Ministério da Saúde já chega a 24,6 milhões, das quais 2 milhões foram liberados nesta sexta-feira (19).

O Governador João Doria acompanhou na manhã desta sexta-feira (19), na sede do Instituto Butantan, a entrega de mais 2 milhões de doses de vacinas contra o novo coronavírus ao Ministério da Saúde para o PNI (Programa Nacional de Imunizações). O lote integra os 7,3 milhões de unidades do imunizante entregues desde a última segunda-feira (15).

“Em apenas uma semana, o Instituto Butantan e o Governo do Estado de São Paulo estão fornecendo, aos brasileiros de todo país, 7,3 milhões de doses da vacina do Butantan. É o maior volume de vacinas entregues em uma semana até o presente momento. Com isso, o Instituto Butantan e o Governo do Estado de São Paulo entregam 24,6 milhões de doses da vacina do Butantan”, pontuou o Governador João Doria.

Apenas em março o Instituto Butantan já distribuiu 11,1 milhões de vacinas em cinco remessas, quantitativo superior a todo o mês de fevereiro, quando foram entregues 4,85 milhões de doses. Com o carregamento desta sexta-feira, o total de vacinas disponibilizadas ao PNI chega a 24,6 milhões de doses desde o início das entregas, em 17 de janeiro.

Até o fim do mês de abril, o número de vacinas garantidas por São Paulo ao PNI somará 46 milhões. O Butantan ainda trabalha para entregar outras 54 milhões de doses para vacinação dos brasileiros até 30 de agosto, totalizando 100 milhões de unidades.

Troca de turno

Durante a visita ao Instituto Butantan, o Governador João Doria acompanhou a troca de um dos turnos dos funcionários que atuam na produção da vacina. “Eu agradeci a todos eles. São quase 400 profissionais. O trabalho dessas pessoas significa a vacina e cada vacina salva uma vida. E neste momento, reafirmo, mais de 9 em cada 10 brasileiros vacinados estão recebendo no braço a vacina do Butantan, a vacina do Brasil”, destacou Doria.

Produção da vacina

A produção da vacina segue em ritmo constante e acelerado. No último dia 4, uma remessa de 8,2 mil litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo), correspondente a cerca de 14 milhões de doses, desembarcou em São Paulo para produção local.

Outros 11 mil litros de insumos enviados pela biofarmacêutica Sinovac, parceira internacional no desenvolvimento do imunizante mais usado no Brasil contra a COVID-19, chegaram ao país em fevereiro.

Até o final deste mês é esperado um novo carregamento correspondente a cerca de 6 milhões de doses, o que permitirá o cumprimento integral do primeiro contrato firmado com o Ministério da Saúde – 46 milhões de doses até 30 de abril.

Com o aporte regular de matéria-prima, o Butantan formou uma força-tarefa para acelerar a produção de doses da vacina para todo o país. Uma das medidas foi dobrar o quadro de funcionários na linha de envase para atender a demanda urgente por imunizantes contra o coronavírus.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT