Estado de SP ja aplicou mais de 2 milhões de doses de vacinas contra coronavírus

Marca foi superada no domingo (21), com mais 1 milhão de doses aplicadas em 12 dias; pré-cadastro pela internet agiliza atendimento.

O estado de São Paulo ultrapassou a marca de 2 milhões de vacinações contra o coronavírus às 18h17 do último domingo (21). Desde o último dia 9, os serviços públicos de saúde aplicaram mais 1 milhão de doses em pessoas que integram os grupos prioritários da campanha neste momento. Às 13h desta segunda (22), São Paulo contabilizava 2.033.582 imunizações desde o dia 17 de janeiro.

Os dados são do Vacinômetro ( vacinaja.sp.gov.br/vacinometro ), ferramenta digital do Governo de São Paulo que permite acompanhamento em tempo real do total de vacinações nos 645 municípios paulistas. No início da tarde desta segunda (22), o estado tinha 1.642.810 vacinados com a primeira dose contra a COVID-19 e outras 390.772 que já receberam o reforço da segunda imunização.

De acordo com levantamento do consórcio de veículos de imprensa que contabilizam a imunização contra o coronavírus no Brasil, até agora o estado de São Paulo tem praticamente o mesmo número de doses aplicadas por Bahia (463.800), Minas Gerais (631.847), Rio de Janeiro (508.358) e Rio Grande do Sul (456.193) somados.

clique na imagem e saiba mais

Até a noite de domingo, 5.853.753 pessoas haviam recebido a primeira dose em todo o Brasil, enquanto outras 1.172.208 completaram o reforço vacinal. O total de imunizações registradas somente em São Paulo representa 29% de todas as 7.025.961 doses aplicadas em todo o país.

Em números absolutos, as dez cidades que mais vacinaram, segundo os registros das prefeituras no sistema VaciVida, são São Paulo (580.450), Campinas (75.042), São Bernardo do Campo (43.436), Guarulhos (43.063), Ribeirão Preto (39.536), Santos (37.729), Santo André (36.231), São José do Rio Preto (35.658), Bauru (25.311) e São Caetano do Sul (18.493) às 13h desta segunda.

Neste mês, São Paulo passou a vacinar todos os idosos com idade a partir de 85 anos. A partir do dia 1º de março, a campanha de imunização será ampliada para todas as pessoas com idade entre 80 e 84 anos.

Desde o dia 17 de janeiro, também segue no estado a vacinação dos profissionais de saúde, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência com mais de 18 anos que vivem em instituições de longa permanência, indígenas aldeados e quilombolas.

À medida que o Ministério da Saúde viabilizar mais doses, as novas etapas do cronograma e públicos-alvo da campanha de vacinação contra a COVID-19 serão divulgadas pelo Governo de São Paulo. O Instituto Butantan já entregou quase 10 milhões de doses a todo o país e, nesta terça (23), inicia a oferta de mais um lote de pouco mais de 3,4 milhões de vacinas.

Pré-cadastro no Vacina Já

O pré-cadastro no site Vacina Já (vacinaja.sp.gov.br) economiza 90% no tempo de atendimento para imunização. O formulário eletrônico leva cerca de um minuto para ser preenchido formulário. Já nos postos de vacinação, em média, a coleta de informações leva cerca de dez minutos.

A ferramenta ajuda a agilizar o atendimento e a evitar aglomerações. Não é um agendamento e o uso não é obrigatório para receber a vacina, mas utilizá-la contribui para melhorar a dinâmica dos serviços de saúde e o atendimento à população.

ÁGIL DPVAT

O pré-cadastro pode ser feito por familiares de idosos ou de qualquer pessoa que integra os públicos previstos na campanha de vacinação.