Estado de SP lança programa Cidades Inteligentes para modernizar gestão pública

Pacote estadual com soluções tecnológicas e investimentos em infraestrutura de ponta é apresentado a gestores municipais.

O Governador João Doria lançou nesta quarta-feira (23), em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, o programa Cidades Inteligentes. A iniciativa prioriza a governança em função de metas e planos, o trabalho conjunto entre Estado e Prefeituras, a desburocratização administrativa e estimula soluções tecnológicas para questões ligadas ao planejamento urbano sustentável.

“Eu gostaria de governar um Estado que não precisasse de papel para as atividades e iniciativas de Governo e foi exatamente o que nós conseguimos ao término de 12 meses de gestão. O Governo de São Paulo é o primeiro do Brasil inteiramente digital. Vamos ganhar tempo e agilidade nos procedimentos utilizando a tecnologia. São Paulo é um Estado de primeiro mundo, transformador, criativo”, disse Doria.

Com investimentos de R$ 15 milhões em sua primeira etapa, o Cidades Inteligentes vai levar iluminação pública de ponta a 11 municípios: Barra Bonita, Campos do Jordão, Fernando Prestes, Ferraz de Vasconcelos, Holambra, Iguape, Lorena, Pirajuí, São Carlos, São Luiz do Paraitinga e Santo Antônio do Pinhal.

Mais modernos, econômicos e sustentáveis, os novos dispositivos de iluminação com tecnologia LED permitem que as Prefeituras adotem sistemas de internet pública wi-fi e conexão de diferentes serviços digitais. A iluminação mais eficiente também garante mais segurança no trânsito e facilita o patrulhamento policial no período noturno.

O Governo do Estado também anunciou novos serviços coordenados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico. O Via Rápida Empresa Municipal (Viabilidade Automática) da Junta Comercial vai reunir, em um único formulário, todas as informações necessárias para abertura e regularização de empresas de naturezas simples (Empresa Limitada, Empresário Individual e Empresa Individual de Responsabilidade Limitada).

Outra novidade é a plataforma IPT Municípios (http://municipios.ipt.br/), que dará acesso a webinars sobre conectividade, mobilidade, gestão de resíduos, iluminação pública e outros temas ligados ao desenvolvimento urbano. Com apoio do Instituto de Pesquisas Tecnológicas da USP, a ferramenta também vai permitir agendamento de visitas técnicas e reuniões para compartilhamento de informações entre gestores públicos.

Já o Patem (Programa de Atendimento Tecnológico aos Municípios) vai oferecer apoio técnico para que as Prefeituras desenvolvam políticas públicas segundo critérios de desenvolvimento sustentável da ONU (Organização das Nações Unidas). Estado e municípios poderão trabalhar juntos em projetos que vão desde controle de poluição urbana e sistemas inteligentes de transporte público até governança digital e conectividade urbana.

No Governo do Estado, o modelo de gestão inteligente já é praticado desde 2019 por meio de iniciativas inovadoras como os programas Parcerias Municipais, Canal Direto – SP + Perto e SP Sem Papel. E a partir de agora, o Cidades Inteligentes vai estender esse modelo aos 645 municípios paulistas por meio de investimentos financeiros e tecnológicos.

“O Cidades Inteligentes se soma a uma série de ações para tornar a vida do cidadão mais digital e ágil. Começamos este processo dentro de casa. Desde o primeiro dia de gestão, trabalhamos para abolir pilhas de papéis e alcançamos um governo 100% digital, além do Poupatempo que agora está no celular dos cidadãos”, afirma o Vice-governador Rodrigo Garcia.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT