Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp

Michel Sarti, de 26 anos, estava desaparecido desde sábado (9). Irmão acredita que ele tenha passado mal, já que era o primeiro dia de treino no local.

Um rapaz de 26 anos foi encontrado morto dentro do banheiro de uma academia na Vila Nova Cerqueira, em Américo Brasiliense (SP), na manhã desta segunda-feira (11).

O estudante Michel Sarti, de 26 anos, estava desaparecido desde a tarde de sábado (9) quando saiu de casa para treinar.

O corpo de Michel foi reconhecido pelo irmão, Gabriel Henrique Sarti, de 30 anos, nesta segunda-feira. Segundo a família, o corpo estava caído em uma poça de sangue. A Polícia Civil investiga o caso.

“Fizemos um exame preliminar na vítima e não encontramos nenhuma lesão aparente externa. Isso leva a crer que talvez ele não tenha sofrido uma violência física. A causa da morte pode ter sido por algum outro fato diferente, mas não uma agressão física”, disse o delegado Jesus Nazaré Romão.

O departamento jurídico da academia disse que profissionais acompanharam o treino e o rapaz não relatou que passou mal (veja o posicionamento completo abaixo).

Corpo do estudante foi encaminhado para o IML — Foto: A Cidade ON/Araraquara

Primeiro dia de treino

Gabriel contou que era o primeiro dia de treino de Michel na academia. Ele acredita que o irmão tenha passado mal dentro do banheiro após realizar as atividades físicas e que fecharam a academia sem ver que ele estava lá dentro.

“Passamos o final de semana procurando ele, rodamos em todos os lugares e ele passou todo esse tempo dentro da academia. Ainda não sabemos ao certo o que houve, mas acreditamos que ele passou mal”, disse o irmão.

De acordo com Gabriel, o irmão não tinha o costume de praticar exercícios físicos e tomava remédios para dormir. Ele não reclamava de nenhuma dor e levava uma vida normal. “Era um rapaz muito tranquilo, estranhamos muito este desaparecimento e agora, infelizmente ele está morto”.

Morador no bairro São Judas Tadeu, Michel cursava administração na Universidade Paulista (Unip). Ele chegou a estudar linguística na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), mas trancou o curso por falta de renda, informou o irmão.

O corpo do estudante foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Delegado Jesus Nazaré Romão de Américo Brasiliense — Foto: Reprodução/EPTV

Avaliação física

Segundo Carlos Manfrei, do departamento jurídico da academia, o estudante já havia treinado anteriormente e, portanto, não era um novo aluno. Após um período sem frequentar o local, ele retornou no sábado para um treino leve.

O jurídico informou que a avaliação física estava marcada para esta segunda-feira (11), pois a academia não realiza o procedimento aos sábados. Durante o processo seria avaliado o estado de saúde do rapaz, qual objetivo dele, exercícios que ele faria e a necessidade de avaliação médica.

Segundo o jurídico, os funcionários da academia chegaram mais cedo para verificar as imagens das câmeras de segurança, a pedido dos familiares por conta do desaparecimento, e sentiram o forte odor no estabelecimento.

A academia está colaborando com as investigações e se solidariza com a dor da família. O proprietário e os funcionários estão abalados com o ocorrido, informou o jurídico.