‘Ex-gay’, Ronaldo Ésper diz que homossexualidade foi fruto de maldição da tia

Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp


Ronaldo Ésper fez uma revelação um tanto quanto polêmica em dezembro de 2018, que ainda vem causando muitos comentários, principalmente nas redes sociais. O convidado do programa ‘Pânico na Rádio’ surpreendeu ao dizer que deixou de ser gay. E não é só isso! O estilista também afirmou que sua ‘fase’ homossexual foi o resultado de uma maldição.

“Eu acho que a minha fé atual, a da Universal, eles tem várias explicações. Uma delas é que você traz isso de família, é hereditário. Eles consideram isso como uma maldição. Você pode ser amaldiçoado por alguém. Eu fui amaldiçoado por uma tia minha quando eu era criança. Eu estava me afogando”, revelou.

O frequentador assíduo da Igreja Universal do Reino de Deus disse que ainda tem muitas dúvidas e que nunca gostou de ser gay.”E cientificamente não se sabe direito como isso vem. Tudo é controlável, você querendo, você deixa. Eu passei a vida toda homossexual e eu não gostava, eu gostava da farra, era uma coisa fascinante. Era inocentes, sem drogas, sem nada”, explicou.

Ronaldo atirou que procurou a igreja após um período em que não se sentia bem. “Eu fui até a igreja, fui conversando. Eu fui interpretando as coisas que eles falam e cheguei à conclusão de que era melhor me abster”, finalizou. Bizarro, né?