Fazenda é autuada por fazer uso de fogo em áreas agropastoris com dano em vegetação nativa na zona rural de Casa Branca, SP

Indagado o respectivo responsável quanto aos fatos, informou que o incêndio é de autoria desconhecida.

Neste sábado (10), os policiais militares ambientais cabo Vanderlei e cabo Elias, durante atendimento de foco de queimada detectado pelo satélite de referência AQUA-MT, foi logrado êxito em constatar queimada em área de cultivo de cana de açúcar, pelo município de Casa Branca (SP), sendo que o fogo afetou 0,25 ha de maciço florestal em estágio inicial de regeneração.

Indagado o respectivo responsável quanto aos fatos, informou que o incêndio é de autoria desconhecida, dessa forma, foram o critérios da Portaria CFA 16/2017 analisados por meio de planilha quantificadora a qual apontou o estabelecimento de nexo de causalidade no tocante ao maciço florestal danificado pelo fogo.

Assim sendo, foi elaborado o respectivo Auto de Infração Ambiental no valor de R$ 2.062,00 com base no artigo 49 da Resolução SIMA 05/21, sem prejuizo da apuração da responsabilidade penal com base no artigo 50 da Lei Federal 9.605/98.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT