FDA investiga casos de hepatite A ligados a consumo de morangos

PUBLICIDADE

Foram relatados 17 casos de hepatite em diversos lugares dos EUA, incluindo 12 hospitalizações. Segundo a FDA, alguns casos apontaram que consumiram os morangos antes de apresentar o diagnóstico da doença.

A Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora dos Estados Unidos, está investigando a possível ligação entre casos de hepatite A com o consumo de morangos orgânicos frescos.  

Foram relatados 17 casos de hepatite em diversos lugares dos EUA, incluindo 12 hospitalizações. Segundo a FDA, alguns casos apontaram que consumiram os morangos antes de apresentar o diagnóstico da doença.

O órgão, junto com outras agências de Saúde do Canadá, apontou que os morangos marcados como FreshKampo e HEB que foram comprados entre 5 de março e 25 de abril estão sendo investigados. Os produtos já passaram da validade, mas pessoas que congelaram as frutas não devem consumi-las. 

PUBLICIDADE

“Se você não tiver certeza de qual marca comprou, quando comprou seus morangos ou de onde os comprou antes de congelá-los, os morangos devem ser jogados fora”, alertou a FDA. 

O órgão regulador ressaltou que qualquer pessoa que tenha comido morangos nas últimas semanas e que não tenha sido vacinado contra a hepatite A, deve procurar um especialista para averiguar a necessidade da aplicação da vacina após a possível exposição. 

Segundo os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), os sintomas da hepatite A começam a aparecer entre duas e sete semanas após a infecção. Os adultos são mais propensos a apresentarem sintomas, quando comparados a crianças.  

Os sintomas da hepatite A podem incluir falta de apetite, olhos e pele amarelados, dor no estômago, febre, vômitos, urina escura e fezes claras, diarreia, dor nas articulações e sensação persistente de cansaço. 

Via: CNN Health

PUBLICIDADE
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP