Filha de Flordelis confessa ter pagado R$ 5 mil pela morte do pastor Anderson do Carmo

Simoni dos Santos Rodrigues disse que a quantia foi entregue à sua irmã Marzy Teixeira. A motivação do crime seriam as constantes investidas sexuais do pastor.

A filha da deputada federal Flordelis (PSD) confessou ter pagado R$ 5 mil para matarem o pastor Anderson do Carmo. Simoni dos Santos Rodrigues disse que a quantia foi entregue à sua irmã Marzy Teixeira.

A motivação do crime seriam as constantes investidas sexuais do pastor. Anderson foi morto a tiros na garagem de casa, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, em junho de 2019.

O depoimento foi dado durante um novo interrogatório com os réus acusados do assassinato do pastor. Simoni Rodrigues disse ainda que jogou três celulares no mar: o da mãe, o do pastor e o do irmão Flávio, acusado de ter atirado em Anderson do Carmo.

clique na imagem e saiba mais

Interrogatório

A segunda parte do interrogatório dos acusados de envolvimento na morte do Pastor Anderson do Carmo aconteceu na sexta-feira (22). A viúva, deputada federal Flordelis (PSD), é apontada como a mandante.

Essa sessão foi a continuação das oitivas iniciadas no dia 18, quando Flordelis admitiu pela primeira vez que sabia da existência de um plano dentro da própria casa para matá-lo.

Na ocasião, a parlamentar negou qualquer participação no crime. Foram interrogados na sexta: Adriano dos Santos Rodrigues, André Luiz de Oliveira, Carlos Ubiraci Francisco da Silva, Marcos Siqueira Costa, Marzy Teixeira da Silva, Rayane dos Santos Oliveira e Simoni dos Santos Rodrigues. Flordelis chegou cedo à audiência desta sexta acompanhada dos advogados, mas não falou com a imprensa. Ela nega que tenha sido a mandante.

ÁGIL DPVAT