Fiocruz inicia estudo sobre a progressão da covid-19 no corpo humano

Fiocruz inicia estudo sobre a progressão da covid-19 no corpo humano

Por Agência Brasil – Chamada de Rebracovid, pesquisa terá ajuda de 5 mil voluntários.

A Fundação Oswaldo Cruz iniciou um estudo para descrever a progressão da covid-19 em seres humanos, desde o começo da infecção até o desfecho. O chamado Rebracovid terá a participação de 5 mil voluntários de oito estados. Além da Fiocruz, o estudo, que foi iniciado nesta terça-feira (3), envolve outras 13 instituições de pesquisa e saúde.

Os participantes passarão por avaliação clínica e laboratorial, incluindo a testagem para infecções por vírus respiratórios e outras condições consideradas relevantes à pesquisa.

O infectologista do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, da Fiocruz, André Siqueira, que coordena a pesquisa, ressaltou que – por meio dos estudos multicêntricos – será possível representar os diferentes cenários nos quais a infecção ocorre e como as características podem impactar nos desfechos da doença.

clique na imagem e saiba mais

Siqueira acrescentou que o estudo vai ainda acompanhar o período de pós-infecção para avaliar possíveis sequelas da doença.

Este é o primeiro estudo complementar da Rede de Pesquisa Clínica e Aplicada em Chikungunya (Replick), coordenada pela Fiocruz. Os materiais coletados dos voluntários e das pessoas com as quais tiverem contato, por meio de exames e testes, serão guardados para que possam ser usados em outras pesquisas.