Fique de olho em 7 sinais de que você está precisando usar óculos

378

De acordo com um estudo publicado no Ophthalmology Journal, até 2050, metade da população mundial terá algum problema de visão — em sua maioria, miopia. Está desconfiando que você já faz parte desse grupo, mas ainda não usa óculos? Existem vários sinais que passam despercebidos no dia a dia e podem indicar a necessidade de
lentes corretivas. Abra bem o olho para eles:

1. Dor de cabeça

Por falta de óculos, algumas pessoas que não enxergam bem tendem a fazer um esforço para tentar melhorar a visão, como prestar mais atenção em objetos e situações ou piscar menos vezes. Esses fatores podem desencadear uma dor de cabeça que é
típica de quem possui algum problema ocular como miopia, hipermetropia, astigmatismo (chamados de vício de refração).

“A dor de cabeça relacionada à falta do uso de lentes corretivas tem algumas características: em geral é na testa ou em torno dos olhos, e está associada ao esforço visual realizado pela pessoa. Bem diferente de alguém que, por exemplo, já acorda com dor de cabeça. Esse indivíduo não apresenta uma dor típica associada à necessidade
de usar óculos”, esclarece Rosalia Foschini, oftalmologista e membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO)

2. Piora da visão no escuro

Esse é um sintoma típico de doenças da retina (grupo de problemas hereditários que trazem prejuízos à área dos olhos responsável pela formação das imagens), como a retinose pigmentar. No escuro, como a pupila dilata, fica mais evidente o embaçamento visual secundário aos vícios de refração.

3. Vista cansada

Com o passar dos anos, a capacidade do cristalino (a lente dos olhos) de mudar o seu formato vai diminuindo. Isso se torna mais evidente após os 40 anos e, como consequência, gera uma dificuldade ao mudar o foco da visão – quando você está mirando algo longe e muda para perto, por exemplo. Chamado de presbiopia, o problema é popularmente chamado de vista cansada. Assim como os outros sinais apresentados aqui, ele pode ser corrigido com óculos, lentes de contato e cirurgia.

4. Aproximar de objetos para enxergá-los

É um dos principais indicadores de miopia. “Esse problema é caracterizado pela diminuição da capacidade em ver de longe. Nela, ocorre excesso de convergência pelas lentes oculares, assim, a imagem foca antes da retina. Ao aproximar os objetos, a imagem é projetada para mais perto, daí a melhora do foco” explica Lisia Aoki,
oftalmologista do Hospital das Clínicas de São Paulo.

5. Apertar os olhos ao ler

Fazer isso frequentemente é sinal de que está na hora de você se consultar com um oftalmologista – e talvez precise usar lentes corretivas. Ao apertar os olhos, a melhora na visão se dá pelo efeito chamado de fenda estenopeica. “Quando cerramos os olhos,
diminuímos a abertura para entrada da luz e, consequentemente, as aberrações ópticas. Assim, sua acuidade visual melhora”, aponta Aoki.

6 . Vista embaçada

O problema acontece porque a imagem encontra-se fora de foco na retina, mas nem sempre a condição significa que você precisa usar óculos. Por isso, é necessário a consulta oftalmológica ao menos uma vez por ano. O especialista conseguirá definir se o embaçamento ou qualquer outro problema de visão ocorrem por conta da necessidade de lentes corretivas, o que acontece na maioria dos casos, ou se é devido a alguma outra condição.

7. Se distanciar dos objetos

Ter de afastar algo para enxergá-lo melhor é outro sintoma da presbiopia, problema de refração caracterizado pela dificuldade em focar coisas que estão próximas.


Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.