Fiscais do Ipem-SP autuam fabricantes de papel higiênico

Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp


Durante a operação De Olho no Rolo, 48% dos produtos analisados apresentaram medidas menores que as indicadas nas embalagens.

Fiscais do Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP), órgão do Governo do Estado que tem como finalidade proteger o consumidor, analisaram as medidas – largura e comprimento – de diversas marcas de papel higiênico das linhas doméstica e institucional, a fim de verificar se a indicação apresentada pelo fabricante na embalagem está correta.

Durante a ação, realizada quarta (8) e quinta-feira (9), de maneira coordenada nos laboratórios do Ipem-SP da capital, Bauru, Campinas, São Carlos e São José do Rio Preto, foram verificados 33 produtos. Do total, 16 (48%) estavam irregulares, levando à autuação dos fabricantes.

A tabela com as irregularidades encontradas está disponível neste link.

As empresas autuadas têm dez dias para apresentar defesa ao órgão. De acordo com a lei federal 9.933/99, as multas podem chegar ao valor de R$ 1,5 milhão. Em 2018, a mesma operação verificou 53 produtos, dos quais 35 (66%) estavam irregulares. Os fabricantes também foram autuados.