“Foi uma emoção muito grande”, descreve PM que salvou recém-nascido engasgado na Grande SP

Graças ao preparo dos profissionais, a criança voltou a respirar e foi conduzida a um hospital para atendimento especializado.

Os integrantes da Polícia Militar do Estado de São Paulo estão sempre preparados para garantir a segurança da população paulista e salvar vidas. E, neste mês em que se comemora o Dia das Crianças, em uma ação que vai além do combate à criminalidade, uma equipe da Grande São Paulo salvou um bebê engasgado em Diadema.

Na última quarta-feira (06), policiais do 24° Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) estavam em patrulhamento quando foram informados sobre um recém-nascido engasgado, sendo que a mãe não estava obtendo êxito ao tentar reanimá-lo.

“Quando fomos acionados, estávamos bem próximo ao local dos fatos. Então o cabo Nonato, que estava conduzindo a viatura, já fez o retorno e voltamos ao endereço indicado. Acionamos a sirene e a vó do bebê saiu de dentro da casa pedindo ajuda”, contou a soldado Laila.

A policial explicou que ela e seu parceiro de farda imediatamente desembarcaram e iniciaram a manobra de Heimlich, que consiste em utilizar as mãos para fazer pressão sob o diafragma, provocando uma tosse até a desobstrução de vias aéreas. 

Ainda de acordo com a soldado, a criança com menos de um mês de vida estava roxa, sem chorar e sem conseguir respirar. Após realizarem o procedimento, ela voltou a respirar e liberou a água que tinha engolido. O Corpo de Bombeiros, que havia sido acionado, foi dispensado.

“O cabo Nonato pensava muito em seu filho, que hoje tem 28 anos, e eu só conseguia pensar nas minhas duas sobrinhas que estão para nascer. Foi uma sensação única e muito gratificante participar de uma ocorrência como essa”, contou bastante emocionada.

O que salvou o bebê foi a técnica aplicada na ocasião, que é ensinada aos militares ainda no curso de formação da Escola Superior de Soldados (ESSd). “Me formei há um ano e foi a primeira vez que participei de uma ocorrência assim. Sem dúvida, o preparo que recebi foi fundamental”, completou.

Em seguida, os familiares e o recém-nascido foram conduzidas ao hospital, onde o bebê recebeu atendimento especializado e passa bem.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT