Funcionários da UFSCar entram em greve contra as reformas trabalhistas

Paralisação atinge 70% dos cerca de 1,2 mil servidores, segundo sindicato da categoria

Os servidores administrativos da UFSCar entraram em greve nesta segunda-feira (13) contra as reformas trabalhistas propostas pelo governo do presidente Michel Temer. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos da UFSCar (SintUFSCar), 70% dos quase 1,2 mil funcionários aderiram à paralisação.

Greve nacional

A greve está sendo realizada pelos funcionários das universidades federais contra o aumento da contribuição previdenciária de 11% para 14% e das reestruturações no plano de carreira dos servidores.

Segundo o SintUFSCar, até sexta-feira 27 instituições tinham aderido à greve. Os servidores preparam uma caravana para Brasília marcada para 28 de novembro.

+ CLIQUE AQUI E VEJA OUTRAS NOTÍCIAS