Fundação Pró-Sangue opera com 35% do estoque e precisa urgentemente de doadores

No caso de alguns tipos sanguíneos, reserva é suficiente para menos de um dia; doação registrou forte queda nas últimas semanas.

Fundação Pró-Sangue, vinculada à Secretaria da Saúde do Estado, está com o estoque muito baixo e precisa urgentemente de doadores. Por conta da pandemia de COVID-19 e do tempo mais frio, a doação de sangue registrou forte queda nas últimas semanas.

Atualmente, o estoque opera com apenas 35% das bolsas necessárias para dar atendimento a mais de 100 instituições de saúde da rede pública da Região Metropolitana de São Paulo.

clique na imagem e saiba mais

A Pró-Sangue faz um apelo que a população pratique doações no feriado prolongado da Independência do Brasil. Além de a previsão do tempo indicar temperaturas agradáveis, algumas unidades estão abertas para atendimento. Confira os horários pela internet.

Tipos

Os sangues do tipo O+, O-, A- e B- estão em estado de emergência, garantindo o abastecimento para menos de um dia. Já o tipo B+ está crítico (suficiente para um dia), ao passo que o A+ está em alerta (disponível para 2 dias).

Representantes da Fundação demonstram preocupação com a situação, pois as cirurgias eletivas foram retomadas e a demanda de sangue tem aumentando gradativamente ao longo das últimas semanas.

Ainda há muitas vagas em aberto no sistema de agendamento da Fundação, que pode ser acessado pela Internet: https://prosangue.hubglobe.com/entrar.

Medidas de segurança

A doação de sangue continua sendo segura e os postos de coleta não oferecem riscos aos doadores. Medidas cautelares estão sendo adotadas, de modo a preservar os candidatos.

Para doar, basta estar em boas condições de saúde e alimentado, ter entre 16 e 69 anos (para menores de idade, consultar site da Pró-Sangue), pesar mais de 50 kg e levar documento de identidade original com foto recente, que permita a identificação do candidato.

Recomenda-se também evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem à doação e, no caso de bebidas alcoólicas, 12 horas antes. Se a pessoa estiver com gripe ou resfriado, não deve doar temporariamente. Mesmo que tenha se recuperado, deve aguardar uma semana para que esteja novamente apta à doação.

Vale lembrar que o coronavírus foi incluído nos critérios de triagem e pode trazer alguns impedimentos para as pessoas que viajaram para o exterior ou tiveram algum contato com a doença (no site da Pró-Sangue é possível se informar das condições para doação em relação a essa infecção).

No mais, outros impedimentos poderão ser identificados durante a entrevista de triagem, no dia da doação. Para tanto, basta acessar o site da Pró-Sangue e consultar os pré-requisitos básicos para doar. Como dica, a sugestão é doar durante a semana, de segunda a sexta-feira, pois o tempo de espera no atendimento é menor.

Para horário de funcionamento dos postos de coleta, acesse www.prosangue.sp.gov.br ou ligue para o Alô Pró-Sangue (11 4573-7800).