Gatinha do PIX é indiciada por aplicar golpe em homens

PUBLICIDADE

Pelas redes sociais, mulher de 30 anos, postava fotos sensuais e atraía as vítimas, fazendo propostas de cunho afetivo e sexual; um dos homens chegou a perder todo o salário do mês — R$ 1,2 mil.

Uma mulher, de 30 anos, foi indiciada pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) pelo crime de estelionato. A suspeita usava das redes sociais para atrair homens com baixa autoestima, seduzindo-os e fazendo propostas de cunho afetivo e sexual para, ao final, pedir dinheiro via PIX para despesas diversas, como custos com salão de beleza e compra de roupas.

Pelo Instagram, a mulher costuma postar fotos sensuais e aproveitava disso para angariar vítimas. As investigações da 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho) revelaram que a acusada seduzia os homens com promessas de cunho amoroso, prometendo relações sexuais e solicitando dinheiro para gastos supérfluos.

PUBLICIDADE

Em uma das conversas colhidas pela polícia, a mulher diz: “Então me dá o bronze para eu fazer amanhã cedo. É R$ 159. Já vou marcar. Transfere o valor do bronze.” As mensagens são seguidas pelo número de CPF para a transferência via PIX. Numa outra troca de mensagens, a jovem pergunta quanto o rapaz irá lhe dar para ir ao salão. “Se você quiser, eu posso ir na loja e compro a fantasia”, escreve. O homem responde que irá dar R$ 140, e ela acrescenta: “Mas você poderia redobrar para R$ 200”.

Prejuízo

Pelo menos três homens caíram no golpe. Uma das vítimas chegou a perder todo o salário do mês (R$ 1,2 mil). Noutro caso, um rapaz foi ameaçado e precisou transferir um valor para não ter fotos íntimas divulgadas. “Em meio às conversas de Whatsapp regadas à sedução e fotos ousadas surgem solicitações de PIX, a pretexto de terem que fazer cabelo no salão, comprar roupas para encontros e bronzeamentos. As promessas vão aumentando cada vez mais e, após perceber que caiu em um golpe, a vítima se afasta e fica com vergonha de si mesmo e de denunciar”, explicou o delegado-chefe da 13ª DP, Hudson Maldonado.

A PCDF alerta para esse tipo de golpe e solicita que, caso alguém tenha sido vítima, denuncie pelo número 197, da Polícia Civil.

PUBLICIDADE
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP