GCM detém enfermeiro e técnica de enfermagem por desacato após recusa em usar máscara no Centro de Campinas, SP

Caso ocorreu no início da noite desta sexta, na Rua Álvares Machado. 

Um enfermeiro e uma técnica de enfermagem, de 43 e 45 anos respectivamente, foram detidos pela Guarda Civil Municipal de Campinas (SP) no início da noite de sexta-feira (4) por suspeita de desacato. Segundo a corporação, eles teriam se recusado a usar máscara de proteção quando foram abordados na Rua Álvares Machado, região central.

A proteção consta entre as medidas obrigatórias estipuladas em decretos municipal e estadual para evitar a transmissão da Covid-19. Um dos guardas que atuou na abordagem conta que, inicialmente, eles pediram aos dois para que colocassem a máscara. No entanto, diz o servidor, o enfermeiro reagiu contra a corporação.

“Quando a gente solicitou para ele novamente colocar a máscara, uma vez que havia tinha tirado novamente a máscara, ele tentou sair do local desacatando a guarnição dizendo que éramos idiotas e não tínhamos nem capacidade, nem qualificação para poder estar efetuando esse tipo de trabalho”, falou o guarda Fernando Lima.

clique na imagem e saiba mais

Além disso, o guarda relatou que, em outro momento durante a ocorrência, também questionou o fato do descumprimento da medida sanitária ter sido praticada por dois profissionais da área de saúde. “O esposo olhou para mim e disse que: ‘tomara que eu nunca precise do trabalho dele, que ele vai retribuir da mesma forma […]’, foram as palavras que ele usou”, contou Lima.

Investigações e multa

O caso foi registrado pelo 1º Distrito Policial, região do Botafogo. A reportagem não conseguiu contato com os envolvidos até a publicação. A Guarda destacou que cada um deve pagar multa de R$ 100 pela infração. O decreto municipal, contudo, prevê possibilidade de substituir o valor pela doação de uma cesta básica. Cabe recurso.