Gerente de casa noturna é morto a tiros em SP; celular ‘salva’ segurança

Anúncio

Após discussão, frequentador atirou contra três funcionários do estabelecimento e matou o gerente. Polícia disse que ele foi preso e confessou o crime.

Um homem de 23 anos atirou contra três funcionários de uma casa noturna em Mauá, na Grande São Paulo, e matou o gerente do estabelecimento. Um dos seguranças, também alvo dos tiros, escapou porque a bala ficou retida no aparelho celular que ele mantinha junto ao corpo.

De acordo com a polícia, o homem que atirou foi preso e confessou o crime. Testemunhas disseram que momentos antes de atirar o rapaz estava com dois amigos na casa noturna. Houve uma discussão com os seguranças. O advogado do homem que atirou disse que seu cliente foi agredido.

Após a discussão, o atirador saiu do estabelecimento e esperou pela chegada de um carro. Ele entrou nesse carro, que segundo testemunhas, ficou parado na rua em frente ao estabelecimento com o som muito alto.

O gerente da casa noturna e os seguranças saíram para ver o que estava acontecendo. Foi então que o atirador sacou uma pistola e atirou, acertando três funcionários, entre eles o gerente, que morreu no hospital. A polícia procura agora pelo dono da arma e por outros ocupantes do carro.