Golpista usa perfil falso na web e jovem tem foto divulgada como criminoso: ‘Medo de linchamento’

De acordo com a mãe do adolescente vítima do crime virtual, jovem recebeu diversas ameaças após perfil falso usar sua foto.

A Polícia Civil investiga uma denúncia feita por uma mãe, após o filho ter fotos usadas por um golpista, ainda não identificado, para roubar uma moto em São Vicente, no litoral de São Paulo. Após o crime, imagens do adolescente passaram a ser compartilhadas nas redes sociais e viralizaram, como se ele fosse o bandido. “Levamos um susto, tivemos muito medo de linchamento por algo que meu filho não fez. Nunca imaginamos que isso poderia acontecer”, conta a técnica em enfermagem Gracieli Hergesel de Andrade, de 38 anos.

Gracieli é mãe do estudante Gustavo Sabino, de 17 anos. Eles moram em Santos, cidade vizinha a São Vicente, e na data do roubo da moto, o adolescente estava na casa dos avós, em Peruíbe, também no litoral paulista.

A técnica relata que estava no trabalho quando foi surpreendida por dezenas de mensagens de amigos, familiares e do próprio filho, que ficou desesperado após saber que sua foto estava sendo associada a um ladrão de moto. “Ele disse ‘mãe, você não vai acreditar, eu estou sendo acusado de roubar uma moto, estou mandando o print'”, relembra.

clique na imagem e saiba mais

Conforme explica, um criminoso pegou fotos de Gustavo, criou um perfil fake e respondeu a um anúncio de venda de moto nas redes sociais. O suspeito, que utilizava o nome de Luiz Gustavo, marcou de encontrar-se com o proprietário do veículo em São Vicente, e chegando ao local, após ver a motocicleta, pediu ao rapaz para dar uma volta nela, para fazer um teste, e sumiu.

Após o roubo, o proprietário da moto pegou fotos e prints do perfil do golpista e divulgou o caso nas redes sociais. Porém, o suspeito utilizava fotos de Gustavo, e dono da moto não sabia, até então, que se tratava de um perfil fake. Rapidamente, centenas de pessoas compartilharam a postagem nas redes sociais, e o estudante, que não tinha envolvimento algum com o caso, passou a ser considerado um criminoso por diversos internautas.

“No começo, o dono da moto ficou relutante em acreditar na gente. Então, a foto do meu filho circulou como se ele fosse criminoso por um bom tempo nas redes sociais. Tinha muita gente xingando e ameaçando de cortar o meu filho, matar. Eu até passei mal depois de ler. Foi aí que ele [dono da moto] marcou de nos ver pessoalmente, e percebeu que não era meu filho mesmo que tinha roubado o veículo. Que um ladrão usou as fotos do meu filho em um perfil fake”, relata a técnica em enfermagem.

Foto de adolescente passou a ser compartilhada nas redes sociais o associando a ladrão — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Dono da moto

O proprietário da moto, que preferiu não se identificar. Disse que, o golpista se parecia muito com o rapaz da foto, então, não imaginou que fosse um perfil falso. “Eu não sabia que era um perfil fake, só fui saber depois que postei a foto no Facebook e apareceu a família desse rapaz [vítima]. É que o ladrão da moto era bem parecido com as fotos, ele deve ter pego um perfil de alguém que se identificava com a aparência dele, e fez isso. Mas, pessoalmente, eles eram bem diferentes. Depois que vi que não era a mesma pessoa, fiz uma nova postagem nas redes sociais explicando tudo”, diz o proprietário da motocicleta roubada.

Consequências

A família do adolescente procurou a Polícia Civil e registrou um boletim de ocorrência. “O que aconteceu foi muito sério. Me lembrou o caso de Guarujá, daquela mulher [Fabiane Maria de Jesus] que foi morta depois de ser espancada por um boato nas redes sociais”, relata.

De acordo com a mãe, o filho ficou muito abalado após o ocorrido. “Ele ficou em choque, disse que a vida acabou. Tinha planos de tentar arrumar um emprego agora, está fazendo curso de barbeiro, mas tem medo de isso prejudicar ele. Ficou realmente muito triste, e tem medo de andar na rua agora. Uma pessoa pode realmente ter uma vida destruída por uma notícia falsa. Até o delegado nos disse que era algo muito sério, e que meu filho corria risco depois de tudo isso. A gente teme que a vida dele ainda esteja em risco, porque a publicação chegou em muitas pessoas”, destaca Gracieli.

Segundo a técnica, agora, a família fica em alerta para os perigos das redes sociais. Ela afirma que nunca pensou no risco de ter fotos pessoais expostas dessa maneira. “Eu quis falar sobre o ocorrido não só para revelar uma mentira, mas para alertar as pessoas dos riscos dessa exposição no mundo virtual. Eu quero agradecer a todos que nos ajudaram e compartilharam a postagem do dono da moto esclarecendo o ocorrido”, finaliza.

Após perceber que adolescente era realmente inocente, dono da moto fez postagem pedindo desculpa nas redes sociais — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Polícia Civil

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que a ocorrência foi registrada como calúnia e ameaça pelo 7º DP de Santos e encaminhada à Delegacia Sede de Peruíbe, responsável pela área dos fatos. Diligências estão em andamento visando o esclarecimento dos fatos.

A SSP afirma, ainda, que investe continuamente em tecnologia para combater crimes na internet. Uma das ações foi a criação, em dezembro passado, da Divisão de Crimes Cibernéticos (DCCIBER), no Deic, cuja equipe investiga e atua contra os crimes por meios eletrônicos. Para a prevenção desse tipo de golpes online, a Polícia Civil orienta:

ÁGIL DPVAT

  • Manter backup atualizado do computador, de preferência em HD externo ou pendrive, e nunca os deixar espetados no computador, pois também podem ser invadidos/infectados;
  • Manter antivírus e firewalls sempre ativados e atualizados;
  • Evitar o acesso a sites suspeitos;
  • Não clicar em link duvidosos de e-mails suspeitos;
  • Caso a pessoa seja vítima, deve procurar qualquer delegacia de polícia territorial ou a Delegacia Eletrônica (www.delegaciaeletronica.policiacivil.sp.gov.br), todas são aptas a registrar as ocorrências, investigá-las e identificar os autores.