Grávida de 7 meses morre após usar medicação para abortar; namorado foi preso

Ana Carolina Pereira Pinto, de 20 anos, foi encontrada morta pelos pais dentro do quarto na manhã de quarta-feira (26), em Votorantim (SP). Namorado contou à polícia que os dois foram até uma pousada em Sorocaba (SP), dias antes, onde tentaram interromper a gravidez.

Uma jovem de 20 anos morreu após usar uma medicação para abortar aos 7 meses de gravidez. O caso foi registrado nesta terça-feira (26), em Votorantim (SP). O namorado dela, de 22 anos, foi preso em flagrante por ter participado da ação.

Encontrada morta

Ana Carolina Pereira Pinto foi encontrada morta pelos pais na casa onde morava, na Vila Dominguinho. De acordo com o boletim de ocorrência, a família contou à polícia que estranhou quando o alarme da jovem começou a tocar e ela não o desligava, por isso, resolveram entrar no quarto e a encontraram morta.

Jovem morreu após usar medicação para abortar aos 7 meses de gravidez em Votorantim; namorado foi preso — Foto: Reprodução/Facebook

Dores e mal estar

Ainda conforme o B.O., a jovem fez uso da medicação em uma pousada no bairro Campolim, em Sorocaba, junto com o namorado, no domingo (24). Na segunda-feira (25), ela chegou a relatar dores e mal estar ao namorado por mensagens. Mas, o rapaz pediu para que Ana Carolina não contasse aos pais e que “resolveriam no dia seguinte”.

Preso em flagrante

No entanto, a jovem foi encontrada morta. O rapaz foi preso em flagrante e encaminhado para a delegacia de Votorantim, onde permaneceu à disposição da Justiça. O corpo de Ana Carolina foi sepultado nesta quarta-feira (27), na Ossel de Votorantim.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP