Guarda Civil Municipal desmantela possível “tribunal do crime” em Limeira, SP

PUBLICIDADE

Homem que seria executado foi acusado de estupro e estava sendo espancado por um grupo de oito pessoas; grupo se dispersou ao ver a viatura da GCM chegando no local.

Guarda Civil Municipal de Limeira (SP), desmantelou, na tarde desta quarta-feira (25), um possível tribunal do crime na região do Residencial Olindo de Lucca, que iria executar um homem de 38 anos, suspeito de ter estuprado uma mulher.

De acordo com informações da GCM, os agentes estavam em patrulhamento pela região quando se depararam com um grupo de oito pessoas que estava espancando um homem. Ao avistarem os guardas, os agressores se espalharam e deixaram o a vítima caída no chão.

PUBLICIDADE

Durante a abordagem, o homem disse que é morador de rua e que há alguns dias, usou drogas com algumas mulheres, mas que não teve relações sexuais com nenhuma delas. Então, na manhã desta quarta-feira, foi abordado por alguns homens na região da Avenida Campinas e levado a um carro modelo Volkswagen Gol. Eles se dirigiram até o Olindo de Lucca.

Ainda de acordo com o depoimento da vítima, os indivíduos diziam que ele havia cometido estupro, e afirmaram que iriam executá-lo e esquartejá-lo. Uma pessoa, de 20 anos, foi detida pela GCM e disse que havia sido contratado para ser “olheiro” do grupo, com a responsabilidade de avisar caso a polícia chegasse. Assista abaixo:

O carro foi encontrado em um local próximo a onde aconteceu o espancamento e entregue à dona, que afirmou que tinha emprestado o veículo para o irmão. A ocorrência foi encaminhada ao 3° Distrito Policial.

PUBLICIDADE
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP