Guarda Civil Municipal é preso suspeito de assassinato

Um Guarda Civil Municipal (GCM) de 38 anos foi preso na manhã desta quinta – feira (8), suspeito de assassinato, em Artur Nogueira/SP.

A Polícia Civil de Americana cumpriu mandado de prisão temporária. O GCM, foi preso quando estava em sua residência. Ele estava afastado da corporação por orientação médica.

O diretor da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Antonio Donizetti Braga, afirmou ao blog que o agente de segurança é o principal suspeito de atirar contra 3 pessoas na noite do dia 24 de Novembro de 2016. Uma mulher morreu e dois homens sobreviveram. Naquela noite, o Guarda também estava afastado da corporação.

clique na imagem e saiba mais

DIA DE VIOLÊNCIA:

O dia 24 de Novembro de 2016, foi marcado por uma onda de violência, em Artur Nogueira. Dois adolescentes morreram em um acidente com motocicleta após perseguição da Guarda Municipal. Esse acidente seguido de morte, gerou uma onda de protestos e depredações na cidade. Na sequência, dois atentados a tiros foram registrados no município.

O GCM foi identificado através de câmeras de segurança. “Nós acreditamos que os atentados a tiros foram motivados pela onda de violência. O Guarda é o principal suspeito dos crimes”, definiu o delegado Antonio Braga.

FLAGRANTE:

O GCM estava foragido deste o dia 1 de Dezembro de 2016, quando a justiça decretou sua prisão temporária por 30 dias. Além do mandado de prisão, o agente de segurança foi autuado em flagrante por posse de munições, já que em sua casa foram localizados projéteis de calibres 38, 12 e 22.

O suspeito foi encaminhado para a cadeia de Santa Bárbara D’Oeste.