Guarda Civil Municipal faz grande apreensão de drogas e prende quatro pessoas em Sorocaba, SP

O caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária.

Na manhã desta sexta-feira (21) equipes da Guarda Civil Municipal de Sorocaba (SP), estavam em patrulhamento pelo bairro Itanguá, quando avistaram um indivíduo de 20 anos, o qual já havia sido denunciado que seria o gerente do tráfico pelo local e ao avistar a viatura adentrou em um bar rapidamente.

O mesmo foi abordado e durante revista pessoal, os GCMs localizaram em suas vestes um invólucro contendo 23 porções de maconha, que de imediato assumiu a posse e disse que iria distribuir as drogas para outros traficantes realizarem a venda. Ele informou também uma casa no bairro Ipiranga onde residia um homem que seria o responsável por guardar os entorpecentes para ele.

clique na imagem e saiba mais

Chegando na casa indicada as equipes foram recebidas por um senhor de 40 anos, que após tomar ciência da denúncia franqueou a entrada no imóvel e disse não ter nada de ilícito em sua casa. Após alguns minutos de averiguação foi localizado na parte de dentro de um sofá entre as espumas uma sacola contendo 2 tijolos de maconha, 92 porções já embaladas de maconha e 156 porções de cocaina.

Indagado admitiu depois que guarda os entorpecentes em sua residência, onde receberia a quantia de R$100,00 reais por dia por esse ilícito. Na sequência as equipes foram até a casa do rapaz de 20 anos para providenciar sua documentação e pouco antes de chegar ao local o mesmo informou ter mais entorpecentes em seu quarto, que na presença de seu avô, foi localizado a quantia de R$ 158,75 e ainda 74 porções de crack e 2 porções de maconha.

Após providenciar a documentação e ver que seria encaminhado para a delegacia, ele tentou negociar sua liberdade com a guarnição, informando um endereço no bairro Nova Sorocaba, onde segundo o mesmo seria uma garagem de armazenamento de drogas e que as drogas ali existentes abasteceriam diversos pontos de vendas da cidade.

Diante das informações os GCMs se deslocaram até o local e foram recebidos por uma senhora, que quando soube da denúncia disse desconhecer tal informação, porém, franqueou a entrada para averiguação, onde no quarto de sua filha de 20 anos, foi localizado 3.070 porções de entorpecentes, sendo 356 de maconha mais uma peça a granel, 480 de crack e 2283 de cocaína. Indagada disse guardar as drogas no local para um indivíduo que não soube informar sua identidade, recebendo por isso a quantia de R$ 100,00 por dia.

Já em uma casa nos fundos dessa mesma residência, foi abordada uma mulher de 28 anos, e em um quartos desta casa foi localizado uma mala contendo 3.062 porções de entorpecente, sendo 1524 de maconha, 642 crack, 457 cocaina, 408 skank, 31 comprimidos de extase e materias para embalo de drogas e um caderno de anotações referentes ao tráfico. Questionada sobre a mala localizada a mesma disse que a droga pertenceria a seu namorado, mas que o mesmo não reside ali com ela, dizendo também não saber o real endereço do namorado.

Diante dos fatos todos foram encaminhados até a Central de Polícia Judiciária, onde foram narrados os fatos a autoridade presente que após ciência, elaborou o RDO de tráfico de entorpecentes ficando todas as partes recolhidas à disposição da Justiça.