Guarda Civil Municipal interrompe festa clandestina e detém 60 pessoas em Campinas, SP

Entre os detidos, estavam 10 adolescentes; todos foram liberados após revista. Dono de chácara recebeu duas multas; corporação chegou ao local por sistema de inteligência.


A Guarda Civil Municipal interrompeu uma festa clandestina em uma chácara no bairro Satélite Iris, em Campinas (SP), na noite de quinta-feira (20). A corporação chegou ao local por meio do sistema de inteligência, que identificou cartazes anunciando o evento em redes sociais. Pelo menos 60 pessoas, entre elas dez adolescentes, foram detidas.

clique na imagem e saiba mais

As pessoas detidas ficaram no pátio da chácara até serem revistadas pela Guarda Municipal. Os adolescentes só foram liberados após a chegada dos pais. Parte dos frequentadores que estava na festa conseguiu fugir, entre elas o organizador.

De acordo com a corporação, um grupo que estava no local tinha passagem pela polícia por roubo, receptação e tráfico de drogas, mas, como ninguém era procurado, todos foram dispensados.

O proprietário do local recebeu duas multas: uma por descumprimento de medidas sanitárias, de R$ 1.446, e outra, de R$ 3.616, por não ter alvará de eventos. A aglomeração de pessoas não é recomendada pelas autoridades de saúde durante a pandemia do novo coronavírus.

O dono da chácara afirmou , que não sabia da proibição e, além disso, o organizador da festa disse que seria um aniversário em família. “Eu confiei que era para fazer em família, mas parece que a família dele é enorme, né?”, disse Lourival Rodrigues de Souza.

A Guarda chegou ao local no horário exato que a festa iria começar. Segundo o comandante Márcio Frizarin, os organizadores deste tipo de evento costumam mudar o lugar em cima da hora para despistar a fiscalização.