Guedes diz que ‘vamos dançar com todo mundo’, sobre possível mudança na presidência dos EUA

Ministro afirma que, mesmo se apuração confirmar derrota de Trump, ‘dinâmica de crescimento’ não será afetada no Brasil. ‘Também não vamos superestimar o fator político’, diz.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta sexta-feira (6) que o Brasil vai “dançar com todo mundo” e seguir “trabalhando com todo mundo”, incluindo os Estados Unidos, independentemente do resultado das eleições presidenciais norte-americanas.

Questionado sobre o tema, Guedes comparou a política internacional a uma “festa” à qual o Brasil chegou atrasado – e, por isso, teria de “dançar” com todos.

“Vamos dançar com todo mundo, porque chegamos atrasados na festa. Também não vamos superestimar o fator político quando ele não é para ser superestimado. A dinâmica de crescimento do Brasil depende de nós”, disse.

clique na imagem e saiba mais

“A mudança nos Estados Unidos, eventualmente – e os dados indicam que está próxima de acontecer – não afeta a nossa dinâmica de crescimento. Particularmente com relação aos Estados Unidos, nós estávamos e continuaremos trabalhando com todo mundo, “afirmou.

As declarações foram dadas em um evento de um banco privado, transmitido pela internet. Ainda segundo Paulo Guedes, o Brasil depende de si mesmo para retomar a economia – e não das relações com parceiros comerciais, ou das oscilações no cenário global.