Há uma explicação psicológica para o conflito de sogra versus nora

Pesquisadores da Universidade Estadual do Arizona, nos Estados Unidos, identificou os principais motivos e explicações psicológicas para isso acontecer.

Não importa a família, em algum momento já houve conflito entre sogras e noras. O que antes era apenas uma coincidência frequente, agora, um estudo de pesquisadores da Universidade Estadual do Arizona, nos Estados Unidos, identificou os principais motivos e explicações psicológicas para isso acontecer.

Publicado na revista científica Evolutionary Psychological Science, o trabalho revelou que os problemas são motivados por assuntos relacionados a planejamento financeiro e cuidado com os filhos, podendo ser parte da “lógica evolutiva” da psicologia dessas relações.

Com isso, a equipe de cientistas conduziram um questionário e comprovaram que tanto mulheres, como homens, têm um relacionamento pior com as sogras do que com as próprias mães. De acordo com o estudo, isso pode acontecer pelos pais terem uma tendência genética a tomar o lado dos filhos, mesmo que pelo subconsciente.

Leia também:

 

“Essas relações parecem vivenciar mais conflitos sobre coisas como a transferência de recursos materiais e o cuidado com as crianças, e esse conflito, por sua vez, pode ter consequências duradouras para a qualidade dos relacionamentos”, disseram os pesquisadores.

Além disso, eles constataram que as mães também relatam ter mais desavenças com suas noras do que com as próprias filhas. Já os pais contaram ter mais conflito com as filhas do que com as noras. Para os pesquisadores explicam isso por conta da introdução de um novo homem na família, o que seria motivo de tensão.

Outro motivo que pode contribuir para que as relações entre sogras e noras sejam conflituosas é por serem relacionamentos que não foram escolhidos por elas, e sim consequências de uma decisão do filho.

“Nossos resultados são consistentes com a hipótese de que o conflito genético pode estar subjacente a interações sociais negativas que ocorrem em relacionamentos entre sogras e noras”, concluíram os pesquisadores.

Fonte: O Globo

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP