Homem é preso pela GCM por violência doméstica, embriaguez ao volante e dano em viatura na cidade de Cordeirópolis, SP

Dois dos GCMs ainda ficaram feridos ao tentar conter o indivíduo, que tem 38 anos de idade.

A Guarda Civil Municipal de Cordeirópolis (SP) foi solicitada para atender uma ocorrência de acidente de trânsito com vítima na Avenida Vereador Wilson Diório, envolvendo um veículo Chevrolet/Montana e uma motocicleta, cujo condutor desta sofreu ferimentos e foi socorrido pelo SAMU, por volta da 08h da sexta-feira (30/07/2021).

Enquanto os GCMs Adauto, Costa, Marcos e Sílvio, apoiados pelos PMs CB William e CB Santos atendiam a ocorrência, chegou no local um indivíduo conduzindo uma carreta e parou próximo dali. Em seguida se dirigiu aos GCMs e, sem motivação aparente, passou a insultá-los e retornou ao caminhão, dizendo que iria atropelar todos os que ali estavam.

Ele, que estava visivelmente embriagado, correu ao caminhão, deu partida e estacionou em uma rua próxima. Em ato contínuo, retornou ao local do fato e voltou a ameaçar e a desacatar os GCMs, que o contiveram com uso de algemas e de força física proporcional. Dois dos GCMs ainda ficaram feridos ao tentar conter o indivíduo, que tem 38 anos de idade.

O homem, então, após ser colocado no porta-presos da viatura, passou a chutá-lo e a danificá-lo. Enquanto os agentes prosseguiam com o atendimento, a esposa do indivíduo se dirigiu a eles e afirmou que teria sido agredida e ameaçada de morte pelo marido na própria residência momentos antes, onde ele estava muito agressivo e danificando-lhe os pertences.

As partes foram apresentadas à autoridade competente, que ratificou a voz de prisão do indivíduo, que permaneceu preso à disposição da justiça. O caminhão foi apreendido. As circunstâncias do acidente ainda serão apuradas pela Polícia Civil.

De acordo com os relatos do condutor da Montana, ele seguia sentido Cascalho pela AV. Wilson Diório e foi fazer um retorno perto da Ramenzoni, quando a moto, que seguia logo atrás, atingiu a lateral do carro…. o motociclista não foi ouvido, pois foi conduzido para a Santa Casa de Limeira.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT