Homem que agrediu esposa por ela não querer dançar em festa alega ‘ego masculino ferido’ à polícia

Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp


Por G1 Bauru e Marília

O homem que agrediu a esposa após ela se recusar a dançar com um parente dele durante uma festa no Jardim Petrópolis, em Bauru (SP), disse à polícia que seu “ego masculino foi ferido”. A agressão aconteceu no domingo (10).

A vítima, de 26 anos, relatou que recusou a dançar com um parente do marido, de 23 anos, e que na volta para casa ela foi agredida dentro do carro. Segundo informações do boletim de ocorrência, o agressor continuou as agressões na residência e a ameaçou de morte.

A Polícia Militar foi acionada e encontrou a vítima com ferimentos graves no rosto e segurando seu filho recém-nascido. Em seguida, ela foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com ferimentos na cabeça e no rosto, e foi liberada.

De acordo com o relato da mulher à polícia, o agressor dizia que iria buscar uma faca para arrancar os seios dela e depois matá-la. O homem foi preso em flagrante por violência doméstica, lesão corporal e ameaça.