Homem que matou ex-mulher a facadas dentro de apartamento é preso em Campinas, SP

Crime foi no Jardim Chapadão, na madrugada deste domingo. Ele estava escondido em uma área de mata e confessou o crime.

O homem que matou a ex-mulher com duas facadas dentro de um apartamento no Jardim Chapadão, em Campinas (SP), foi preso na noite de segunda-feira (2). Segundo a Polícia Militar, ele estava escondido em uma área de mata no bairro Parque Via Norte desde domingo (1º), quando aconteceu o crime, e confessou o assassinato.

Elder Cruz, de 38 anos, prestou depoimento na 2ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Campinas, onde ficará detido até ser transferido a uma unidade prisional. Cibele Ramires Almeida, de 45 anos, teve ferimentos nas regiões do tórax e abdômen.

Segundo a Polícia Civil, o casal estava separado há dois anos e tem uma filha de 3 anos. A menina estava no imóvel quando o crime ocorreu. Vizinhos relataram ter ouvido pedidos de socorro, mas quando foram ao apartamento a vítima estava morta e o autor dos disparos já tinha fugido.

“Segundo informações passadas por familiares da vítima, eles estiveram juntos até junho deste ano, mas ele não aceitava o fim do relacionamento. Na data, foi até o prédio e pulou muro conseguindo acessar o apartamento dela. Um vizinho percebeu um forte barulho e ao ver já caída chamou o Samu, que constatou o óbito no local”, diz nota da Secretaria da Segurança Pública do estado (SSP-SP).

A faca usada no crime foi apreendida. A vítima também deixou uma filha de 15 anos, de outro relacionamento. O caso será investigado como feminicídio.

Homem invadiu prédio e matou a ex-companheira em Campinas — Foto: Reprodução/EPTV

Histórico de violência

Segundo a Polícia Civil, o rapaz e a vítima voltaram a morar juntos entre março e junho deste ano, e ela chegou a registrar boletim de ocorrência por ameaça e tinha uma medida protetiva contra ele.

O homem já havia sido preso por descumprimento de protetiva em outro relacionamento. Além disso, há relatos de que antes da noite do assassinato ele entrou no prédio outras vezes, ao se aproveitar da saída de moradores.

Os pais da vítima residem no mesmo prédio. O corpo de Cibele foi sepultado em Campinas na tarde de segunda-feira.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT