Homem que morreu após saltar em cachoeira fazia churrasco em local de difícil acesso, dizem bombeiros

Segundo a corporação, a vítima, parentes e amigos decidiram passar o dia em uma área não muito frequentada em Oriente, interior de São Paulo. Rapaz afundou após escorregar e bater a nuca em pedra.

O homem que morreu depois de saltar em uma cachoeira durante o feriado de 7 de setembro estava fazendo um churrasco com a esposa e amigos em um local de difícil acesso, segundo o Corpo de Bombeiros. O caso aconteceu em Oriente, interior de São Paulo.

De acordo com o subtenente Henrique Balak, da equipe de Marília que atendeu a ocorrência, a corporação foi acionada por volta das 17h45 para atender um afogamento. No caminho, os bombeiros perceberam que se tratava de um local isolado e tiveram que utilizar uma viatura menor para acessar a estrada de terra.

clique na imagem e saiba mais

Balak informou que o local fica próximo de algumas propriedades rurais e pontos turísticos de Oriente, mas que o trecho onde o grupo estava não era conhecido.

“Embora ali seja um local de fluxo, a área era desconhecida até para os policiais e moradores de Oriente. Era um pequeno riacho de alguma captação, de difícil acesso, onde foram passar o dia”, explica o subtenente.

Homem morre após bater a cabeça ao saltar em cachoeira de Oriente — Foto: Facebook/Reprodução

Relembre o caso

Fernando Sanches, de 31 anos, estava no local com a esposa e um grupo de amigos, que incluía crianças, na parte de cima da cachoeira. De acordo com os bombeiros, o grupo estava fazendo um churrasco e consumindo bebida alcoólica, quando Fernando decidiu pular de uma pedra.

“Ele pulou de uma pedra de 4 a 5 metros de altura, escorregou e bateu com a nuca na pedra, aí caiu no poço da cachoeira. Como tinha que dar a volta até acessar o poço, na hora que o amigo e a esposa desceram, ele já estava submerso”, informou Balak.

Segundo o subtenente, a corporação não sabe se Fernando morreu afogado ou devido ao impacto na pedra. No entanto, é provável que ele já tenha caído na água inconsciente.

Depois da queda, uma ambulância foi acionada para fazer o resgate, mas foi necessário solicitar o trabalho dos bombeiros de Marília. Balak informou que Fernando afundou e foi para uma “negativa”, que é um local abaixo de onde cai a água da cachoeira.

Para retirar o rapaz, os bombeiros precisaram utilizar técnicas de mergulho com cilindro e o fato de já estar à noite dificultou as buscas. Mais tarde, Fernando foi retirado da água e a médica constatou a morte da vítima. (Com informações de Júlia Nunes/G1 Bauru e Marília)