I Festival Inhana da Canção de Araras acontece no final do mês

Focado na música regional, evento homenageia cantora da cidade.

A cidade de Araras sedia, nos dias 25, 26 e 27 de março, o primeiro FICAR – Festival Inhana da Canção de Araras. Homenageando a cantora da dupla Cascatinha e Inhana, o evento nasce para se transformar em um evento de referência na cidade, região e no calendário brasileiro de festivais.

“O resgate da memória e da importância de Ana Eufrosina dos Santos (Inhana) era uma dívida histórica que começamos a honrar. Em 2021 lançamos a exposição virtual desta grande artista, mulher e negra, em uma época dominada por preconceitos. Tratou-se de uma ação planejada, que nos permitiu chegar até a concepção e realização do sonho de criarmos um festival de música em Araras que pudesse ultrapassar os limites da cidade e alcançar o Brasil. E ele está nascendo”, explica Fredo Júnior, secretário municipal de Cultura.

“Esta primeira edição será no formato de ‘mostra’, sem o caráter competitivo. Funcionará como uma apresentação do projeto à cidade e ao circuito dos festivais do país. Já em 2023, o formato adotado seguirá o modelo tradicional, com eliminatórias local, nacional e uma grande final, com distribuição de prêmios”, acrescentou o gestor.

Outra novidade deste tipo de evento é a descentralização. “Testada no Natal Iluminado, a distribuição das atrações nos bairros faz parte do nosso projeto de democratização e inclusão cultural para o município. Atenderemos as quatro regiões da cidade, mais o centro, durante os três dias do festival”, ressalta o secretário. “É importante fazer essa ponte e ocupar esses espaços com a arte e a cultura,” completa Johnny Mau, chefe de serviços da secretaria.

“Para mim o festival é um verdadeiro marco: não só para cidade de Araras mas para toda a região”, opina Wanderson Lima, violeiro ararense que vive há 15 anos em Poços de Caldas/MG. “É uma iniciativa maravilhosa, que ao mesmo tempo que homenageia essa excepcional cantora, filha de Araras, também proporciona ao público um contato próximo, direto, com essa manifestação tão ímpar, singela e ao mesmo tempo grandiosa, chamada música raiz”, completa. “É uma ideia sensacional porque não é só uma homenagem: também vai apresentá-la às novas gerações. Uma iniciativa digna de aplauso que, com toda certeza, merece fazer parte do calendário cultural de Araras”, conclui Wanderson.

“Ver nascer um festival em Araras é uma alegria, pois nossa região cumpre seu papel de valorizar a arte e a cultura. Ficamos honrados com o convite para participar de tão importante e relevante iniciativa”, diz o compositor José Farid Zaine, do consagrado grupo Avena, também secretário municipal de Cultura de Limeira e idealizador de festivais como o Canta Limeira, Musical Ecológico – MEL e FestiAfro, em Limeira, o Americanta, em Americana, o Viola D´Oeste e A Canção da Terra em Santa Bárbara d´Oeste.

A Secretaria Municipal de Cultura de Araras disponibilizou um hotsite com todas as informações e localizações dos palcos no link: bit.ly/LinksdaCultura.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP