IBGE deve contratar mais de 200 mil trabalhadores para o Censo 2020

Brasil, São José dos Campos, SP. 15/08/2010. Recenseador aborda moradora de São José dos Campos, interior paulista, para colher os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que compõem o Censo 2010, neste domingo (15). O Censo deste ano tem sua captação de dados digitalizadas. - Crédito:LUCAS LACAZ RUIZ/AE/AE/Codigo imagem:89054
clique na imagem e saiba mais

IBGE deve contratar mais de 200 mil trabalhadores temporários

A notícia é boa para um País no qual o desemprego ainda é um problema.

A tendência era que o edital do concurso fosse publicado no começo do ano. Mas o órgão avisou, nesta semana, que isso só deve acontecer em março.

Durante um ano, os contratados trabalharão no Censo de 2020.

O levantamento é feito a cada 10 anos e busca informações detalhadas sobre o tamanho e as características da população brasileira. Para isso, os agentes vão pra rua e batem de porta em porta pra conversar com as pessoas.

Normalmente, o cargo de recenseador exige apenas que o interessado tenha concluído o ensino fundamental. E para a função de agente censitário é preciso ter ensino médio completo.

Em 2010, o Censo custou quase um bilhão e meio de reais aos cofres públicos. E cada trabalhador ganhou, em média, entre 800 e mil e 600 reais por mês.