Idosa de 89 anos é esfaqueada ao ser assaltada em mercado no litoral de SP

Vítima, que é habilitada, foi ao supermercado comprar algumas coisas e foi abordada por criminoso pouco após descer do veículo em Mongaguá, no litoral paulista. Carro dela foi roubado.

Uma idosa de 89 anos foi esfaqueada durante um assalto dentro de um estacionamento de um supermercado em Mongaguá, no litoral de São Paulo. A vítima teve o carro roubado e precisou ser socorrida ao pronto-socorro. Segundo apurado com a família, a aposentada Maria das Neves precisou fazer curativos pela gravidade dos ferimentos e está tomando medicações devido às dores.

De acordo com informações divulgadas pela polícia nesta segunda-feira (16), o crime ocorreu quando a idosa chegava em um supermercado da Vila Atlântica para comprar algumas coisas. Ela foi de carro até o estabelecimento e parou o veículo no estacionamento do local. Quando estava caminhando em direção a entrada do mercado, foi abordada por um criminoso.

“Ele solicitou a chave do carro, ela entregou, mas ele não se deu por satisfeito e a esfaqueou próximo ao ombro [nas costas] e na nuca. Chegou a escapelar o cabelo dela. Quem a ajudou foi a moça de um stand de água e a população que estava no local. Foram eles que chamaram polícia e prestaram socorro, entrando em contato conosco. Não soubemos de ninguém do mercado que prestou assistência, foi um descaso total”, diz a secretária da mãe da vítima, Priscila Campos, de 38 anos.

A idosa foi socorrida ao Hospital Irmã Dulce, onde fez exames e curativos para os ferimentos, e agora está em casa. “Talvez será necessário fazer uma micro cirurgia para recuperar a parte onde perdeu-se um pedaço do pescoço. Foi um susto tremendo, uma situação revoltante, mas Deus deu mais uma oportunidade de vida para ela”, acrescenta Priscila.

A filha da vítima, Carol Neves, fez uma postagem lamentando o ocorrido nas redes sociais. ” Um crime banal, uma tentativa de homicídio seguida de furto, uma senhora de 89 anos golpeada, urrando de dor, pela atitude de um psicopata. Isso aconteceu em Mongaguá, cidade litorânea. Aí você me pergunta, qual foi a postura do mercado? Esconder as filmagens [sic]”, alegou, criticando a postura do estabelecimento.

O caso foi registrado como roubo pela Delegacia Sede de Mongaguá, onde segue sob investigação da Polícia Civil. Nossa reportagem entrou em contato com supermercado por meio de telefone e foi informado pela gerência que, ainda nesta segunda-feira (16), o setor jurídico irá postar posicionamento sobre o ocorrido. (Por G1 Santos).

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT